A um ano da eleição, veja os possíveis candidatos à presidência do Vasco

Em 07/10/2016 08:14
 
Fernando Horta, Inácio Ribeiro, presidente Eurico Miranda e vice de futebol José Luis MoreiraFernando Horta, Inácio Ribeiro, presidente Eurico Miranda e vice de futebol José Luis Moreira
Foto: Matheus Alves/Vasco.com.br

Devagar, mas nem tão silenciosamente assim, os grupos políticos do Vasco começam a se articular de olho nas eleições do Conselho Deliberativo de 2017. Alianças já são costuradas, possíveis candidatos à vaga ocupada por Eurico Miranda surgem e a crise do time na Série B acirra os ânimos de oposição e situação a um ano do pleito.

Derrotados pelo atual presidente na votação de 2014, os grupos Sempre Vasco e Cruzada Vascaína elevaram o tom crítico à gestão nas últimas semanas. Júlio Brant, segundo lugar na eleição passada, manifestou-se nas redes sociais depois da partida contra o Paysandu e “parabenizou” a atual diretoria pelo fato de o Vasco ter se tornado o time grande com mais derrotas na Segundona.

Não está definido se Brant será o candidato do grupo encabeçado por Edmundo. Há a chance de derrotados na eleição para prefeito do Rio apoiarem a chapa, a principal da oposição. Já a Cruzada, que fechou com Brant em 2014, estuda lançar um candidato próprio. Em seu site oficial, o grupo tem feito críticas à diretoria, em especial reclamado do desempenho do programa de sócios.

Já o Identidade Vasco, liderado por Roberto Monteiro nas eleições passadas, tem reuniões para tratar do pleito do ano que vem. A tendência é que o ex-presidente do Conselho de Beneméritos não tente se eleger novamente. Um dos possíveis nomes do grupo é Frederico Lopes, ex-vice de patrimônio.

O futuro da situação, por sua vez, depende de Eurico Miranda. Caso ele não concorra, nomes como o vice-presidente Fernando Horta e o presidente do Conselho Deliberativo, Luis Fernandes, são vistos como alternativas.