Alex Evangelista fala sobre áudio polêmico

Em 17/10/2016 10:02
 
Alex EvangelistaAlex Evangelista
Foto: site oficial do Vasco

O clima de disputa política chegou a cargos técnicos no Vasco. Em áudio vazado de grupo de conversas por telefone, o fisioterapeuta do clube, Alex Evangelista, xinga opositor político de Eurico Miranda, Júlio Brant, de "ladrão" e "safado". E ainda diz: "será feita uma reunião esta semana e a mesa vai virar". No áudio, o fisioterapeuta revela que teve convites do Palmeiras e do Corinthians para deixar o Vasco. Júlio Brant disse que vai acionar o funcionário civil e criminalmente na Justiça.

Ouça o fisioterapeuta do Vasco xingando opositor de Eurico

A conversa vazada se deu após a derrota para o CRB, no sábado. Segundo o fisioterapeuta, a irritação se deu após postagens da oposição nas redes sociais que criticaram a gestão de Eurico Miranda. Evangelista afirmou que fez as declarações de cabeça quente, por achar injustas as críticas.

"Um cara que tem interesse em ser presidente do Vasco pra roubar. É ladrão, safado. Quer ser presidente pra ganhar status e roubar. O Eurico Miranda tá lá velho, quase morrendo, com dois câncer, lutando pra c... pra dar ao Vasco o melhor. Agora, depende dos jogadores como vocês estão mesmo criticando", disse o fisioterapeuta, completando a respeito dos jogadores no áudio:

"Será feita uma reunião essa semana e a mesa vai virar. Mas isso só atrapalha os jogadores. Eles se sentem inseguros. Lembrem-se que além de serem jogadores e ganharem bem, eles são seres humanos".

Carga extra de treinos

Segundo Evangelista, a reunião à qual se refere é que vai definir que esta semana o time treinará em dois períodos. A ideia é mostrar aos jogadores que é importante não só subir para a primeira divisão, mas vencer a segunda.

"Não tenho dúvidas de que vamos subir, mas motivar os jogadores para vencer o campeonato na segunda divisão que é mais difícil. Nós estamos trabalhando muito. O clube está dando todas as condições para fazermos um bom trabalho. Acabou de chegar um equipamento que custa caríssimo, mas a motivação é mesmo difícil", disse ao Blog.

Convites para outros clubes

Evangelista explicou ao Blog que os convites aos quais se referiu no áudio não aconteceram agora. O do Palmeiras teria sido quando ele ainda estava no Santos e o alviverde era dirigido por Oswaldo de Oliveira. E o do Corinthians também aconteceu há algum tempo.

"Quis dizer que abri mão de oportunidades para ajudar o Vasco, porque acredito no clube. Além do Palmeiras e do Corinthians recusei ir para fora, também".

Brant vai processar Evangelista para que ele prove o que disse a seu respeito.

"Falei porque essa situação me machuca, machuca quem está trabalhando duro. Mas não falei publicamente, foi num grupo privado. Não quis ofendê-lo", afirmou.

Fonte: Blog da jornalista Gabriela Moreira - ESPN