Allan lembra dos tempos de Vasco e diz que tem carinho pelo clube

Em 02/10/2016 13:07
 

O Napoli é o único time invicto da elite italiana nesta temporada, somando todas as competições que disputa. Apresenta um padrão de jogo definido e equilibrado, e vai muito bem nos dois torneios mais importantes que está jogando: o Campeonato Italiano e a Liga dos Campeões. No Calcio é o segundo colocado com 14 pontos, um a menos do que o Juventus. Na Champions, lidera o Grupo B com seis pontos, quatro a mais do que o Benfica, segundo colocado. A "receita de bolo" para o sucesso é simples. Quem ensina é o volante brasileiro Allan, um dos destaques do time e que tem presença confirma neste domingo contra o Atalanta. Ele afirma que equipe e torcida já superaram a saída de Higuaín, principal jogador da temporada passada e que acertou com o Juventus. 

- Nós jogadores e os torcedores foram pegos de surpresa por Higuaín ter ido para o Juventus, mas temos que respeitar a decisão que ele tomou. Os torcedores ficaram um pouco chateados, mas já está sendo superado pelos novos jogadores que chegaram, e pelos que estavam aqui. É um capítulo passado, procuramos nos ajudar dentro de campo para que o Napoli possa fazer uma temporada muito melhor do que no ano passado. E para que o time não tenha apenas um jogador como principal, e sim um grupo inteiro mostrando que a força do time é o grupo - disse Allan ao GloboEsporte.com. 

O Calcio chega na sétima rodada. Nesta mesma altura na temporada passada, o Napoli ocupava apenas a oitava colocação com 12 pontos. De acordo com Allan, um fator foi fundamental para o ótimo início de temporada da equipe: a manutenção do técnico Maurizio Sarri. O brasileiro lembra que o comandante chegou no início de 2015/16, e que é normal o time demorar a encaixar em um novo estilo de jogo. Por isso oscilou mais. Agora, a história é diferente. Todos estão adaptados. 

Atual pentacampeão italiano, o Juventus só foi incomodado nas últimas temporadas por Napoli e Roma. Mesmo assim, conquistou os títulos de certa forma tranquila em algumas edições. Agora, Internazionale e Milan foram vendidos para grupos chineses, que prometem investir pesado em contratações. Allan elogia a estrutura e administração do Napoli, mas afirma que todo investimento para o crescimento do Calcio é bom. 

- Sem dúvida, o mercado chinês vem crescendo muito. E agora comprando dois clubes grandes como Inter e Milan, clubes que têm uma grande história e um passado de grandes vitórias. Aqui no Napoli, nosso presidente nunca deixou faltar nada, fez um excelente mercado. Então, aqui não temos nada para reclamar. Para o Campeonato Italiano é importante chegar novos investidores. 

Aos 25 anos, Allan é um dos jogadores mais queridos da torcida do Napoli. Dedicação, empenho e eficiência no meio de campo da equipe fazem os fãs exaltarem seu desempenho. Questionado sobre uma possível convocação para a seleção brasileira, ele trata o assunto com muita tranquilidade. Avisa que está focado no clube, mas que vestir a camisa amarela é um sonho que nunca saiu da sua cabeça. 

Se no futuro terá a oportunidade de vestir a camisa da seleção brasileira com Tite, Allan não esquece do seu passado. Revelado pelo Vasco, participou da reestruturação da equipe que conquistou a Série B de 2009, e o título da Copa do Brasil de 2011, além de uma boa campanha na Copa Libertadores do ano seguinte. Em 2012, ele trocou o Brasil pela Itália, quando acertou com o Udinese. Depois desse período, o clube da Colina acabou rebaixado mais duas vezes. De longe, o jogador lamenta, mas acredita que as lições foram aprendidas para a queda não acontecer mais: 

- Ajudei o Vasco a subir para a Primeira Divisão. Em 2010, tivemos um ano de altos e baixos. Em 2011 foi um ano fantástico, no qual vencemos a Copa do Brasil e terminamos em segundo no Brasileiro. Um grupo fantástico que o Vasco conseguiu montar. Em 2012, fizemos uma grande Libertadores. Depois vim para a Europa, mas de longe sigo acompanhando. Tenho um carinho muito grande pelo Vasco, por tudo o que me proporcionou. Nesse momento, o clube entendeu e aprendeu com o que passou. Vejo o clube se consolidando e fazendo de tudo para manter um grande elenco para subir e fazer um grande campeonato no ano que vem.