Alvo do Vasco, Rafinha vive grande fase no Cruzeiro e fez bom Brasileirão

30/12/2017 às 16h42 - FUTEBOL

Atuando ao lado de Thiago Neves, Rafael Sóbis, De Arrascaeta e Robinho, o nome de Rafinha talvez seja o mais discreto entre os homens de frente do Cruzeiro. Ainda assim, o meia de 34 anos conseguiu se firmar entre os titulares de Mano Menezes e ter uma boa temporada.

Cobiçado pelo Vasco, o jogador disputou 55 partidas – iniciou 38 delas -, marcando três vezes e dando cinco passes para gol. Pode parecer pouco, mas o volume de chances criadas pelo apoiador e desperdiçada pelos atacantes cruzeirenses foi bem superior. Somando todas as competições do ano, Rafinha deu 78 assistências para seus companheiro finalizarem, terminando como o líder geral do fundamento na Primeira Liga, com 14, e o segundo do clube mineiro no Brasileirão, com 41, ficando atrás apenas de Thiago Neves.

Mesmo com tantos jogadores importantes na criação do time, o camisa 70 terminou o ano com uma média de duas chances criadas a cada 90 minutos, mesma marca obtida por Thiago. Alisson, por exemplo, outro jogador de lado de campo da Raposa, fechou 2017 com 58 passes para finalização em 3575 minutos em campo – 1,5 chances criadas por partida.

JOGADORES DO CRUZEIRO COM MAIS PASSES PARA FINALIZAÇÃO EM 2017
– Dados do Footstats (assistências) e O Gol (minutos em campo)

1º – Thiago Neves – 101 assistências para finalização em 4541 minutos – uma a cada 45 minutos em campo
2º – Robinho – 81 assistências para finalização em 2561 minutos – uma a cada 32 minutos em campo
3º – Rafinha – 78 assistências para finalização em 3517 minutos – uma a cada 45 minutos em campo
De Arrascaeta – 78 assistências para finalização em 3106 minutos – uma a cada 40 minutos em campo
5º – Diogo Barbosa – 58 assistências para finalização em 5201 – uma a cada 77 minutos em campo
6º – Alisson – 58 assistências para finalização em 3575 minutos – uma a cada 62 minutos em campo
7º – Rafael Sóbis – 49 assistências para finalização em 3475 minutos – uma a cada 71 minutos em campo

Fonte: Blog do Garone