Antes de clássico, ambientes de Vasco e Botafogo são distintos

Em 02/04/2013 09:02
 

Para saber se a história do clássico entre Vasco e Botafogo será diferente nesta quarta-feira, em comparação à final da Taça Guanabara, é preciso esperar a bola rolar. Mas, quanto ao clima pré-jogo, já é possível perceber mudanças. De um lado, apreensão, com isolamento na pacata cidade de Pinheiral. Do outro, tranquilidade e descontração, com direito a “Harlem Shake”.

Para aquela decisão, o Vasco vinha embalado, após uma bela vitória por 3 a 2 sobre o Fluminense, de virada, na semifinal. Na semana antes da final, apenas um ajuste aqui, outro ali, para pegar o Botafogo, com boa presença da torcida nos treinos. Desta vez, porém, a comissão técnica optou por viajar um dia antes para a região de Volta Redonda.

A delegação cruz-maltina parte no início da tarde desta terça para Pinheiral, cidade vizinha a Volta Redonda. O grupo fará um treinamento no CT João Havelange com portões fechados, longe da torcida e da imprensa. Vale lembrar que foi neste local que o time fez toda a pré-temporada deste ano.

No caso do Botafogo, a mudança é menor. Mas o grupo e a comissão técnica vivem, hoje, um clima muito mais leve. A conquista da Taça Guanabara acalmou os ânimos pelos lados de General Severiano.

Nem mesmo a interdição do Engenhão abalou as estruturas. No domingo, inclusive, o clube divulgou um vídeo com os jogadores fazendo “Harlem Shake”, mais novo hit, ou meme, da internet.

Na versão da dança alvinegra é feita até uma referência à interdição do estádio. Os jogadores gravaram o vídeo no Engenhão, alguns vestidos de operários, e com uma faixa escrito “interditado”.

Vale lembrar que o clássico será disputado nesta quarta-feira no Raulino de Oliveira justamente por conta da interdição do Engenhão.