Antes de investir no Audax-SP, empresário chegou a flertar com o Vasco

Em 31/08/2013 08:44
 

O empresário Mário da Silveira Teixeira Júnior, principal investidor de um maiores grupos financeiros do país, tem praticamente fechada a compra do Audax-SP, clube-empresa que em 2014 disputará a Série A do Paulista em parceria com o Grêmio Osasco, do amigo Vampeta, e do Audax-RJ, que já estreou na Série A do Carioca.

Por aqui, depois de flertar com Flamengo e Vasco, o banqueiro segue à procura de um parceiro que se interesse pelo ativo.

Mas o que me chamou atenção na operação de compra foi o desmembramento das ações.

O Grupo Pão de Açúcar, criador do projeto, não envolveu no negócio a porcentagem que ainda possui nos direitos econômicos de cerca de 60 jogadores, cedidos a clubes do Brasil e do exterior.

A ponto de o executivo Thiago Scuro, que gerenciava o projeto, ter sido preservado na pequena estrutura criada apenas para cuidar dos interesses do GPA na gestão de carreira destes e de outros atletas já negociados para o exterior.

Lá fora já estão Vitinho, do Botafogo, agora no CSKA, de Moscou; Paulinho, ex-Corinthians, hoje no Tottenham; Bruno Uvini, emprestado ao Siena da Itália e outros menos conhecidos.

Por aqui, figuram o goleiro César e o zagueiro Samir, do Flamengo; Os também zagueiros Rafael Donato, do Bahia, Antônio Carlos, do Corinthians, e Ewerton Páscoa, do Criciúma; e os laterais Juninho, do Palmeiras, e Bruno Peres, do Internacional; e o atacante Yuri, já no Botafogo _ só para citar alguns.

Ou seja: o Audax, tanto o do Rio quanto o de São Paulo, não têm penhora da Fazenda Nacional, atraso de salários ou receio de ser rebaixado a uma divisão inferior.

O futebol ali opera no azul...

Fonte: Blog Futebol, Coisa & Tal - Extra Online

Tags