Após punição, caso São Januário não seja liberado, Maracanã é opção

Em 17/07/2017 17:00
 

Depois de mais de três horas de julgamento no STJD, localizado no Centro do Rio de Janeiro, a decisão sobre os acontecimentos em São Januário, no dia 8 de julho, na partida contra o Flamengo, saiu: em cima do artigo 211, o estádio do Vasco segue interditado e o clube terá pagar multa de R$ 15 mil. Já abordando o artigo 213, o Cruz-Maltino perdeu seis mandos de campo e foi punido com outra multa de R$ 60 mil. Tanto a procuradoria do STJD quanto a equipe carioca poderão recorrer o veredito. O procurador Luciano Hostins já manifestou insatisfação e vai entrar com recurso. 

ONDE SERÃO MANDADOS OS JOGOS? VAI PODER TER TORCIDA? 

Desta forma, a decisão tomada pelo presidente do STJD Ronaldo Piacente, no dia seguinte ao episódio, quando o mesmo determinava a interdição de São Januário, segue em vigor, até que laudos, revisões e obras sejam feitas no estádio. 

 

Com a perda dos seis mandos, o Vasco poderá jogar as suas partidas em casa a 100 km do seu estádio. Sendo assim, o estádio Raulino de Oliveira (126 km de distância), em Volta Redonda, e o Moarcyrzão (187 km de distância), em Macaé, se configuram como opções. A princípio, a torcida poderá comparecer. 

 

Segundo determinação da CBF, não há mais a possibilidade de jogos serem mandados fora do estado de origem do time. Porém, como se trata de um caso atípico, o Vasco ainda aguarda um posicionamento da entidade para saber se há a possibilidade, já que o clube teme novas confusões por parte dos "torcedores", visto que Volta Redonda e Macaé, apesar de longe, ainda são acessíveis para os mesmos.

 

O JOGO CONTRA O SANTOS VAI CONTAR? 
​No último domingo (17), o Vasco enfrentou o Santos no estádio Nilton Santos, e empatou em 0 a 0 pela 14ª rodada do Brasileirão. Apesar de não ter sido julgado, o clube teve que jogar longe de São Januário e com portões fechados, segundo determinação da CBF. Entretanto, este jogo não fará parte da pena aplicada pelo STJD, nesta segunda-feira (17). O clube, em contato com a reportagem do Esporte Interativo, vai recorrer da decisão e procurar entender o porquê de ter sido "punido". 

 

E DEPOIS QUE A PUNIÇÃO ACABAR? 

Se a punição for mantida, mesmo com os recursos que a procuradoria e o Vasco possivelmente vão apresentar, o clube cumprirá os seis jogos de punição e, depois, caso a interdição de São Januário seja revogada, o Cruz-Maltino poderá voltar a utilizar o estádio normalmente. Se mesmo com o fim da punição de seis jogos, o estádio não estiver liberado, o time carioca poderá mandar seus jogos no Maracanã ou no Nilton Santos.