As notas dos jogadores do Vasco no empate diante do Cruzeiro

07/06/2018 às 09h12 - FUTEBOL

O Vasco da Gama saiu em vantagem diante do Cruzeiro jogando no Mineirão nesta quarta-feira (6). O volante Andrey, aproveitando falha de Egídio, acertou um lindo chute para marcar um golaço no primeiro tempo. Na segunda etapa, a Raposa pressionou e chegou ao empate com belo gol de Raniel.

A igualdade de 1 a 1 no placar foi mais positiva para o time vascaíno do que para os mineiros. Passando por problemas políticos e econômicos, o Cruzmaltino não foi derrotado fora de casa. Dentro de campo, a ausência de Zé Ricardo foi bem suprida por Valdir Bigode, técnico interino, que buscou dar liberdade para Yago Pikachu e não se arrependeu: o lateral/meia foi o melhor jogador da equipe mais uma vez. Veja as notas:

Fernando Miguel – 6,0: Seguro sob as traves, não teve culpa no gol.

Luiz Gustavo – 6,0: Seguro na marcação, pouco apoiou o ataque.

Wellington – 5,0: Entrou na etapa final e não comprometeu.

Paulão – 6,0: Sem fazer invenções, cortou as bolas quando necessário.

Ricardo – 6,5: Seguro na defesa, não cometeu erros.

Henrique – 5,5: Deixou alguns espaços no lado esquerdo e não deu tanta sustentação ao ataque.

Desábato – 6,0: Deu proteção ao sistema defensivo e ainda foi peça-chave para movimentar o meio-campo vascaíno.

Andrey – 6,5: Fez um golaço, mas errou passes e cometeu muitas faltas.

Bruno Consendey – 5,5: Tímido, foi pouco efetivo no ataque e na marcação.

Evander – 5,0: Entrou na etapa final e não comprometeu.

Yago Pikachu – 7,0: Corajoso, buscou superar a defesa cruzeirense de várias formas e ajudou na marcação.

Wagner – 6,0: Esforçado como sempre, deu o seu máximo enquanto esteve em campo.

Giovanni Augusto – 5,5: Não manteve a mesma pegada que Wagner, mas também não comprometeu.

Andrés Ríos – 5,5: Sem receber bolas, foi pouco efetivo no ataque, mas lutou bastante.

Valdir Bigode – 6,0: Conseguiu dar um padrão tático ao time e arrumou uma defesa sólida.

Fonte: Torcedores.com