Basquete: David Jackson tem rápida adaptação e brilha no Vasco

Em 12/10/2016 22:03
 
David JacksonDavid Jackson
Foto: Paulo Fernandes/Vasco

A adaptação não parece ter sido um problema para o norte americano David Jackson em sua chegada ao Vasco no começo desta temporada. Grande destaque do elenco cruzmaltino no início de trabalho, David estava no basquete argentino, quando recebeu a proposta de voltar ao Brasil para defender o clube de São Januário. Único estrangeiro a vencer o prêmio de MVP de temporada em todas as oito edições do NBB, o craque vascaíno demonstra vontade pra repetir o sucesso da temporada 2014, quando venceu o prêmio.

- Eu me sinto muito bem, estou conseguindo desenvolver meu jogo e a equipe vai vencendo as partidas. Sobre este meu tempo longe do Brasil, isto não fez diferença para mim, pois todos os jogadores do grupo me fizeram sentir realmente confortável. Ter jogado junto ou contra todos da equipe, fez com que minha adaptação fosse mais fácil. Quero ajudar o Vasco a vencer sempre neste retorno à elite - ressaltou David.

Dos oito jogos do Vasco na temporada, David não foi cestinha do Cruzmaltino em apenas duas oportunidades. Na partida da última terça-feira (11/10), contra o Macaé, o norte americano fez incríveis 31 pontos e ditou o ritmo do Gigante do Basquete em quadra, sendo responsável pelo empate e decisivo no momento da virada.

- A vitória foi muito difícil. Macaé estava com uma postura bastante diferente de quando jogaram contra a gente em São Januário. Tivemos que fazer uma grande partida de recuperação e gastar nossa energia para conseguirmos a virada e não permitir que eles saíssem vitoriosos.  A longa viagem de ônibus também causou um efeito no grupo, é cansativa. Penso que este resultado, da maneira que foi, se tornou um grande passo no crescimento do nosso time - comentou David, que aproveitou para comentar a próxima partida, contra o Flamengo.

- Eu espero mais um duelo difícil. Os clássicos entre a nossa equipe e o Flamengo tem sido jogos duros. Neste confronto teremos nossa torcida apoiando. Eles são nossa espinha dorsal. Entramos em quadra pra vencer e fazer eles felizes - completou o norte americano.

Fonte: Site oficial do Vasco