Basquete: De técnico novo, Vasco vence o Paulistano na NBB por 86 a 83

Em 03/01/2017 21:44
 
HélioHélio
Foto: João Pires/Fotojump

Ano novo, técnico novo e vida nova. Assim pode ser considerado o início de 2017 para o Vasco da Gama. Com Dedé Barbosa no comando, o time derrotou, nesta terça-feira, o Paulistano, por 86 a 83, chegou ao quinto triunfo em dez jogos no NBB e subiu para décimo na tabela. A equipe ficou atrás durante toda a partida mas, apesar da alta média de idade, cresceu no fim com muita força física, e garantiu o resultado positivo.

Do banco de reservas, Dedé andou de um lado para outro, gritou, reclamou do juiz, olhou para o placar de tempos em tempos e vibrou muito com a bola de três de David Jackson, que colocou o time na frente do placar no início do quarto período. O começo do jogo foi complicado, os cariocas demoraram para embalar, mas a maior experiência contou no final para a vitória. No elenco, o Vasco tem apenas um jogador com menos de 30 anos. Por outro lado, o Paulistano tem apenas um acima dos 30. 

Murilo anotou um duplo-duplo, com 15 pontos e 14 rebotes, mas foi David Jackson que roubou a cena, com 22 pontos. Nezinho, com 16, também ajudou bastante no ataque. Pelo lado do Paulistano, Eddy e Pecos fizeram 15 e 16 pontos respectivamente. O quarto período do Vasco foi implacável. O time iniciou os dez minutos finais quatro pontos atrás, mas chegou a abrir 71 a 61, ou seja, fez 14 a 0 em sequência. David Jackson marcou dez pontos só nestes cinco minutos. 

Com o resultado, o Vasco conseguiu o quinto resultado positivo na competição e subiu de décimo primeiro para décimo, mas a apenas uma vitória do sétimo colocado. Já Paulistano conheceu sua quinta derrota em onze jogos e está empatado com quatro times na sétima posição. No regulamento, os 15 times se enfrentam em turno e returno, e os 12 primeiros avançam de fase. Os quatro melhores vão direto às quartas de finais, enquanto os times que ficarem entre 5º e 12º jogam uma espécie de oitavas de final. 

No início do terceiro quarto, George de Paula torceu o tornozelo em uma disputa de bola na defesa e desfalcou o Paulistano pelo resto da partida. Ele foi atendido pelos médicos do clube imediatamente e vai passar por exames para saber a gravidade da lesão. O jogador tinha 11 pontos na partida. 

O Vasco volta a jogar no sábado contra o Caxias, enquanto o Paulistano visita o Liga Sorocabana.

O JOGO

Os primeiros quatro minutos de jogo foram primordiais para a sequência da partida. O Paulistano, com três bolas de três, abriu 14x5 no placar e obrigou o técnico Dedé a pedir tempo logo em seus primeiros instantes como treinador do time carioca. A parada deu resultado, e o Vasco encostou, 14x11, com três ataques seguidos pontuando e três defesas muito bem feitas. Mas o ritmo não seguiu o mesmo, e o time da casa conseguiu abrir 23x18 ao término do período. Eddy levantou a torcida com uma tentativa de enterrada e uma cesta de três.

No segundo período, a torcida do Paulistano cresceu e transformou o ginásio Antonio Prado Jr, costumeiramente vazio, em um caldeirão. Na metade do quarto, o placar apontava 30 a 23. As bolas de longa distância do time da casa seguiam caindo com Jorginho, mas David Jackson passou a devolver na mesma moeda. No fim, 38 a 31 para os donos da casa. 

O nome do terceiro quarto foi Arthur Pecos. O armador do Paulistano levantou a torcida com uma bola de dois e uma falta, que resultado em um lance de bonificação. O time abriu 50 a 39, enquanto o Vasco não parecia ter forças para reagir. Foi quando a torcida carioca, em menor número no ginásio, começou a crescer e dividir o barulho com os donos da casa. Neste período, o time conseguiu trazer para seis a diferença, 52 a 46. 

Mas Eddy voltou a colocar uma bola de três e tranquilizar o time da casa. A vantagem foi para nove pontos novamente. Antes do fim do período, os vascaínos encostaram de novo e, nos lances livres de Nezinho, trouxeram a vantagem para dois (57 a 55). No fim, 61 a 57. 

No início do quarto período, o Vasco passou na frente com uma bola de três de David Jackson, que colocou o time com 63 a 61, liderando o jogo pela primeira vez. O nervosismo tomou conta do Paulistano, que perdeu sucessivas bolas no ataque e fez inúmeras faltas embaixo do garrafão. Quando faltavam cinco minutos para o fim do jogo, o Vasco já tinha dez pontos de vantagem, em uma sequência de 14 a 0. 

As bolas de três do time da casa ainda colocavam a equipe no jogo. Eddy trouxe o placar para 75 a 70 faltando 3min25s e Jhonathan, com dois lances livres, botou fogo de vez na partida. (75 x 72). Bola de três de David Jackson de um lado, mas Eddy revidou do outro (78 X 75). Aí, Gaúcho colocou outra de longa distância e o time visitante abriu seis pontos faltando 1m30s. O Paulistano ainda encostou de novo e, faltando 18s, tinha quatro pontos de desvantagem e a posse de bola. Yago sofreu a falta e errou um dos lances (84 x 81). O Vasco fez os dois lances e liquidou a parada.