Basquete: Jogador Hélio revela ansiedade para início do Campeonato Carioca

Em 18/09/2016 07:49
 

Restando dois dias para a estreia no Campeonato Carioca, o basquete vascaíno realizou treinamento na manhã deste sábado (17/09), no Ginásio Vasco da Gama. Antes do primeiro duelo, o elenco comandado pelo técnico Christiano Pereira terá mais duas sessões de atividades, no domingo e na segunda-feira pela manhã. Um dos remanescentes, campeão da Liga Ouro com a camisa cruzmaltina, Hélio conversou com o Site Oficial e falou sobre alguns assuntos importante, envolvendo começo de temporada e saudade da torcida vascaína.

Preparação

"A preparação foi feita. Famosa pré-temporada, que todo mundo almeja. Tivemos e estamos tendo um bom tempo de trabalho, tudo dentro do programado. Agora é colocar em prática nosso jogo. A partir de agora não estamos mais em pré-temporada, vamos focar no campeonato para alcançar nossos objetivos. Vamos recolocar o Vasco no patamar de um time a ser batido. O caminho é este,o calendário já saiu e estamos ansiosos."

Ansiedade para a estreia

"Estamos contando as horas para esta estreia contra o Botafogo. Eu já joguei clássicos no Rio de Janeiro com outras equipes e tenho uma experiência neste tipo de jogo. É diferente, motivador. Sabemos da responsabilidade que é atuar em um clássico, da pressão que existe. Mas isto tudo nós temos que deixar de lado e ver como algo prazeroso. São poucas pessoas que tem esta oportunidade e nós estamos tendo isso agora. Vamos desfrutar."


Primeiro clássico da maioria no elenco

"Eles vão tirar de letra, estão acostumados a jogar finais. Eu sou do Rio e sei da responsabilidade que é, mas eles vão se sair bem. Todos acostumados a decisões, são atletas de experiência, com uma história e uma bagagem grande no basquete brasileiro. Tenho certeza que não sentirão, até porque clássico nada mais é do que uma decisão."

Elenco versátil

"Nosso time é muito versátil, tem diversos jogadores em muitas posições, praticamento todos atuam em duas posições. Isto é muito bom, porque hoje em dia o jogo está muito físico, bastante corrido, dificilmente você consegue manter o mesmo nível de atuação por 40 minutos. Atualmente nós falamos que devemos jogar 15 minutos em alto nível. Mudaram muitas coisas de cinco anos para cá, a evolução física do jogo é muito grande. Então, deve ter rodízio e isso mantém a qualidade do time e a intensidade do duelo."

Titularidade

Isto no basquete é diferente. Neste esporte não tem muito isso. Existem jogadores que são reservas e ficam mais tempo em quadra do que os que começam no quinteto titular. A gente nem pensa isso, nossa vontade é de querer ajudar. Aqui no Vasco ninguém está se preocupando em ser reserva ou titular, posso garantir. Todos estão pensando em vencer os confrontos e ajudar a equipe da melhor forma."

Saudade da torcida

"Comentamos sobre isso sempre no vestiário. Quem não jogou em um clube como o Vasco tem que se preparar, porque é diferente. A pressão é diferente, é motivador demais. A cobrança é enorme e deve ser assim mesmo. Foi como aconteceu no início da Liga Ouro e depois crescemos. Tem que ser de forma positiva. É muito bom ver este ginásio lotado, com a torcida vascaína nos apoiando, uma torcida muito apaixonada. Só quem jogou aqui sabe o que é e eu já tive esta experiência. Tento passar um pouco para os que chegaram. É motivador."

Fonte: Site oficial do Vasco