Basquete: Vasco vive sua melhor fase no NBB

06/02/2018 às 12h52 - OUTROS ESPORTES

Muita expectativa se criou em cima do Vasco da Gama para a décima edição do NBB CAIXA. Depois de debutar na competição na última temporada com uma campanha discreta, que parou nas oitavas de final, o clube carioca foi ao mercado e montou um elenco estrelado.

Para criar ainda mais euforia, logo em seu primeiro compromisso, o time comandado pelo técnico André Barbosa iniciou a temporada com o título invicto da Copa Avianca, torneio de preparação realizada pela LNB em parceria com a companhia aérea que patrocina o NBB CAIXA há dois anos.

Só que o “jogo virou” e o início do Vasco no campeonato foi duro. Com várias lesões e um momento político no clube bastante tumultuado, a equipe venceu apenas quatro de suas primeiras 14 partidas e, ao invés de brigar por um lugar no G-4 ou até pela liderança como muitos previam, se acostumou a batalhar por uma vaga no grupo 12 que vão aos playoffs.

Agora, a fase parece ser outra e o time cruz-maltino vive seu melhor momento no NBB CAIXA 17/18. Depois de uma convincente vitória sobre o Minas, no dia 23/01, a equipe acabou derrotada no clássico contra o Flamengo e partiu para uma sequência de três jogos no Estado de São Paulo. O saldo da turnê paulista foi positivo e o Vasco voltou para casa com dois triunfos na conta.

Em meio às lesões e ausências, Gustavo se firmou como peça importante do Vasco (Thiago Moreira/Vasco)

As três vitórias nos últimos cinco jogos podem ser explicadas facilmente. Por muito tempo, André Barbosa teve que quebrar a cabeça para montar o quinteto inicial do Vasco, ora com Giovannoni jogando de 3 (ala) e até mesmo com Gustavo Basílio fazendo as vezes de armador. Agora, com praticamente força máxima, o treinador vascaíno tem opções de sobra e de muita qualidade.

Fúlvio, por exemplo, está recuperado da lesão muscular que o tirou das quadras por mais de 50 dias e já voltou sendo decisivo nos triunfos sobre LSB e Pinheiros, levando até um lugar na Seleção da Semana #14. Outro que voltou é o norte-americano David Jackson, que ficou afastado por quatro jogos devido ao momento financeiro instável do clube.

Com Fúlvio e DJ de volta, André Barbosa tem apenas um desfalque, o ala Gui Deodato, que segue em recuperação de uma fratura no pulso. Mais do que isso, a volta dos dois experientes jogadores dá mais tranquilidade ao Vasco em um momento decisivo da temporada. Principais nomes da equipe até o momento, Giovannoni e Gustavo Basílio jogam mais soltos com os retornos de DJ e Fúlvio, Renato Carbonari melhorou seu desempenho e outras peças estão se encaixando.

David Jackson voltou, e Vasco tem quase força máxima para reta final da fase de classificação (Thiago Moreira/Vasco)

Ainda na 11ª posição, com um total de sete vitórias em 19 jogos, a equipe terá uma chance de ouro de subir na tabela. Nesta terça (06/02), o Vasco receberá o Solar Cearense (9º) em São Januário. Dois dias depois, o rival será o Universo/Vitória (8º). Os adversários seguintes, depois do Carnaval, serão Botafogo (13º) e Campo Mourão (14º).

Caso vença as quatro partidas, o time alvinegro pode chegar bem perto ou até mesmo entrar no G-8 e mudar seu status no campeonato. Ao invés de luta para se classificar, a equipe pode passar a brigar pelo mando de quadra na primeira rodada dos playoffs.

“Viemos de duas vitórias importantes em São Paulo, contra Liga Sorocabana e Pinheiros, que são adversários qualificados. Entramos neste segundo turno para mudar a nossa história no campeonato e chegar aos playoffs em excelentes condições. Queremos alcançar o mais alto nível de equipe no NBB e estamos trabalhando para isso, nosso time tem potencial”, exaltou o capitão Nezinho.

Com um elenco para lá de experiente, o Vasco tem razões para acreditar em um “bote final”. Mesmo fazendo uma temporada bem abaixo do esperado até o momento, nenhuma equipe deve desejar cruzar o caminho dos cruz-maltinos nos playoffs. Antes, o desenho era de um time que chegaria em 11º ou 12º, mas agora o cenário clareou e os cariocas têm totais chances de terminarem a fase de classificação em oitavo, sétimo ou até na sexta posição. Façam suas apostas e cruzem os dedos para o Vasco não pegar sua equipe nos playoffs.

O NBB CAIXA é uma competição organizada pela Liga Nacional de Basquete (LNB), em parceria com a NBA, e conta com o patrocínio master da CAIXA, os patrocínios da SKY, INFRAERO, Avianca, Nike, Penalty e Wewi e os apoios do Açúcar Guarani e do Ministério do Esporte.

Fonte: Site da LNB