Beach Soccer: Capitão, Jorginho lidera o Vasco na Libertadores

16/11/2017 às 18h31 - OUTROS ESPORTES

Multicampeão pela Seleção Brasileira e três vezes eleito o melhor jogador do mundo, Jorginho é um dos principais nomes da história do Beach Soccer. Hoje, apesar dos 43 anos, o terceiro maior artilheiro do time canarinho segue jogando em alto nível. É o camisa 10 um dos destaques do Vasco da Gama na disputa da Taça Libertadores da América, em Assunção, no Paraguai.

Ainda nesta quinta-feira (16/11), às 21h45 (horário de Brasília), ele entrará em quadra para comandar o Trem-Bala da Areia diante do Garden Club (PAR), em jogo válido pela semifinal da importante competição continental. Embora reconheça a força do adversário, que forma a base da Seleção Paraguaia, Jorginho acredita que o Gigante da Colina possui plenas condições de seguir na briga pelo título.

- Nossa equipe é praticamente a mesma que conquistou a última Libertadores. Jogamos juntos há mais ou menos seis anos. Vamos enfrentar uma boa equipe, que vem de uma grande vitória sobre o Sampaio Corrêa, mas estamos confiantes e preparados para fazer uma grande partida. Analisamos bem o Garden para não cometer nenhum tipo de erro. A arbitragem vem complicando muito os jogos para os times brasileiros, então precisamos impor nosso ritmo desde o início e, se possível, construir uma boa vantagem, até termos não problemas no final. Nosso objetivo é conquistar o bicampeonato e faremos de tudo para atingi-lo - declarou Jorginho. 

Além de contribuir para o excepcional rendimento cruzmaltino dentro das quatro linhas, Jorginho também possui um papel fundamental para o sucesso do Vasco da Gama em outras esferas. É ele um dos organizadores do projeto, que revelou inúmeros talentos para o Beach Soccer do Brasil e conquistou os títulos mais importantes da modalidade na última década, incluindo a primeira edição do Mundialito de Clubes, em 2011.


- O trabalho do Vasco no Beach Soccer é feito faz um bom tempo. Nosso time treina durante oito meses no ano e joga junto há pelo menos seis anos. Descobrimos talentos dando chance para novos valores. Hoje temos cinco jogadores do nosso sub-20 treinando com a equipe principal. Isso é muito importante para o futuro do esporte, pois faz com que eles peguem experiência e se adaptem mais rápido ao ritmo do profissional. Nessa Libertadores, inclusive, inovamos e inscrevemos o Paulinho, um garoto que ainda é sub-18. Acredito que o maior segredo do sucesso do Beach Soccer do Vasco é o conjunto. Todos estão sempre juntos e gostam de estar juntos. Esse é o diferencial - afirmou o capitão, prometendo logo em seguida dedicação total na reta final da Taça Libertadores.

- Não conseguimos prever o futuro, não sabemos se iremos ser campeões da Libertadores ou não, mas posso garantir que iremos dar a nossa vida dentro da quadra para colocar o nome do Vasco no lugar mais alto. A torcida nos abraçou e reconhece todo o nosso esforço ao longo dos anos que vestimos essa camisa. Estamos sempre conquistando títulos, demonstrando vontade de vencer, de honrar a história desse clube. Esperamos manter esse bom retrospecto na modalidade para conquistar nosso segundo título da Libertadores - concluiu o ídolo vascaíno.

Foto: Site Oficial do VascoJorginho - Beach Soccer
Jorginho - Beach Soccer

Fonte: Site oficial do Vasco