Briga entre torcidas foi combinada pela internet

Em 21/10/2008 01:13
 

As brigas entre torcedores do Vasco e do Flamengo, no início da noite de domingo, próximo ao Maracanã , foram combinadas pela internet pelo menos três dias antes do jogo. Mensagens trocadas em sites de relacionamentos, segundo reportagem de ontem do RJ TV 2ª edição, da Rede Globo, revelam que também foram planejadas brigas de torcidas dentro do estádio.

Na sexta-feira, um torcedor do Flamengo usou um site de relacionamentos para fazer comentários sobre o possível ataque de uma torcida organizada do Vasco no Maracanã. A briga na Avenida Brasil também teria sido marcada. Em uma das mensagens, um outro torcedor chega a afirmar que a polícia já teria conhecimento dos boatos. A confusão, de fato, aconteceu na via, perto de Benfica. Assustados, motoristas tentaram fugir na contramão.

Um dia após os confrontos, as duas torcidas comentaram os atos de violência na internet. Torcedores divulgaram num site imagens do momento da pancadaria. Em um site, um torcedor comemora: \"Nós matamos na Brasil\". No momento da confusão, segundo testemunhas, foram ouvidos pelo menos três tiros. De acordo com a polícia, foram usadas balas de borracha para conter os torcedores.

Segundo as Secretarias estadual e municipal de Saúde, nove pessoas ficaram feridas durante os confrontos. Duas delas sofreram traumatismo craniano. Alexandre Fonseca, de19 anos, ferido durante uma briga entre torcedores do Vasco e Flamengo antes do clássico no Maracanã, no domingo, teve alta na manhã desta segunda-feira. O rapaz, vascaíno, contou, em reportagem ao RJTV 1ª edição, que foi atacado na Avenida Brasil. Ele sofreu ferimentos no rosto e na cabeça.

- Parou um ônibus na minha frente, correram atrás de mim, roubaram minha mochila - lembrou o jovem. William Antonio da Costa, de 16 anos, também foi ferido. O estado de saúde dele, segundo os médicos, era o mais grave. O menor foi transferido do Hospital Getúlio Vargas, na Penha, para o Hospital de Saracuruna, em Duque de Caxias. O adolescente, que vestia uma camisa do Flamengo, sofreu traumatismo craniano.

De acordo com a polícia, três flamenguistas e um vascaíno foram internados no Hospital Getúlio Vargas, na Penha. Eles integravam dois grupos de torcedores rivais que brigaram na Avenida Brasil, próximo à Cidade Alta, em Cordovil.

Fabiano Gomes de Lima, de 18 anos, e Rodrigo Sodré Dias, de 24 anos, que também seriam flamenguistas, e Alexandre Fonseca, de 19 anos, torcedor do Vasco, também foram hospitalizados. Segundo o hospital, eles sofreram ferimentos leves.

Em uma outra briga de torcedores, em São Cristóvão, quatro flamenguistas e um vascaíno foram internados no Hospital Souza Aguiar, no Centro. Um deles teria sido baleado em uma das pernas. No Méier, Marco Antônio Augusto dos Santos, de 30, foi baleado por torcedores rivais. Marco Antônio foi operado no Hospital Salgado Filho.