Campello fala de incômodo de opositores; confira um resumo da entrevista

04/05/2018 às 22h19 - POLÍTICA

A sexta-feira do Vasco foi tumultuada. Começou pela manhã com a invasão de São Januário por vândalos e só terminou por volta das 21h da noite. Foi nesse horário que o presidente Alexandre Campello deixou a 17ª Delegacia Policial depois de prestar queixas contra os invasores do clube. Após o depoimento, o vascaíno conversou com a imprensa sobre o clima político vivido no Gigante da Colina, que culminou com a saída de Fred Lopes, vice de futebol.

Segundo Campello, a exoneração do dirigente foi pedida pelo próprio vice-presidente. Para ele, a saída de Lopes parece ter motivação política justamente porque ele tem tomado atitudes que deixam o grupo do qual o VP faz parte, Identidade Vasco, incomodado.

- Começo a pensar que sim (motivação política para a saída de Fred Lopes). Tenho mexido em coisas caras no clube e acho que isso está incomodando as pessoas e elas usam como argumentação que eu sou centralizador e isso nao é verdade. O núcleo Identidade Vasco mantém esse tipo de reclamação. Os outros vice-presidentes, que não são do Identidade Vasco, jamais tiveram essa reclamação. Eu mexi na parte financeira e na tesouraria porque tinha uma rigidez sobre as informações.

- Eu quero abrir o clube, quero aumentar o programa de sócios, quero aumentar o número de sócios, quero ir atrás daqueles sócios que pararam de pagar e trazer para dentro do cclube. Quero aumentar o parcelamento para ser sócio-geral e tenho sofrido resistência em relação a isso. Talvez isso tenha incomodado o grupo.

Mais cedo, Campello falou que achava "minimamente estranha" a invasão a São Januário. Segundo ele, a ação dos vândalos era conhecida desde o dia anterior e, mesmo assim, nenhuma atitude foi tomada para evitar a confusão. O presidente do Vasco também tirou a operação do jogo contra o América-MG das mãos do vice-presidente de patrimônio, Luiz Gustavo.

- Claro que quando você tem uma invasão de campo de uma coisa que você já sabe, que era anunciado desde ontem... é muito estranho. Causa no mínimo estranheza. Eu, como presidente, tenho que tomar atitudes, tenho que preservar os jogadores, a equipe, o clube e foi o que eu fiz. Muidei toda a parte de gestão dos jogos, a segurança e tudo. Talvez essa transparência e intenção de mostrar as coisas esteja incomodando algumas pessoas.

Veja outras respostas do presidente vascaíno

RODRIGO CAETANO

Óbvio que o regimente é presidencialista. Se eu quisesse ter colocado o Rodrigo, eu teria feito, mas nenhuma atitude que eu fiz, nada que foi feito pro clube foi feito sem essa conversa. As ideias que tive sempre conversei com ele (Fred Lopes). Me estranha muito esse comportamento dele.

IDENTIDADE VASCO

Eu não diria que é o Identidade Vasco. Algumas pessoas de lá estão assim, não sei se outras vão seguir, mas têm grupos que nos apoiaram e que estão plenamente satisfeitos. Talvez uma parte esteja insatisfeita com essas mudanças e queira a manutenção dessas práticas antigas, e eu só lamento por isso.

CARLOS LEITE

É natural. O Carlos Leite talvez se sinta mais confortável de falar comigo. Ele tem uma lógica com todos os clubes de tratar com quem tem a caneta na mão, de quem tem a responsabilidade. Acho até que é natural você, numa negociação que trate de milhões, tratar com quem é responsável.

SAÍDAS DE OUTROS VICE-PRESIDENTES

Eu espero que as pessoas coloquem o Vasco em primeiro lugar. Tem muito trabalho a ser feito e nossa proposta é transformar o Vasco, devolver o equilíbrio necessário. Espero que não tenham só um projeto de poder os movendo.

ERCOLINO NO LUGAR DE FRED

Isso é uma ciumada besta. Lamentavelmente o Fred colocou isso na cabeça. Ercolino é um amigo meu pessoal. Viajamos para Angra juntos. Ele não tem a menor vontade de assumir esse cargo, e lamento que ele (Fred) tenha colocado isso na cabeça.

NEGOCIAÇÃO DO PAULINHO

Sou o presidente, a negociação é importante e não vejo problema nenhum em encabeçar essa negociação. Até porque a outra parte iria falar com o presidente do clube. Acho descabido, uma vaidade besta, não tenho essa vaidade com uma série de outras negociações que ele conduziu. Tinha carta branca para isso.

Foto: Bruno Giufrida/GloboEsporte Alexandre Campello deu entrevista na saída da delegacia
Alexandre Campello deu entrevista na saída da delegacia

Fonte: Globoesporte.com