Campello fala sobre venda de Coutinho e permanência de Zé Ricardo

02/03/2018 às 09h12 - CLUBE

O presidente do Vasco, Alexandre Campello, falou em entrevista ao Lancenet sobre a previsão do pagamento referente a venda de Philippe Coutinho para o Barcelona feita pelo Liverpool. Ele também abordou como foram as negociações para a permanência de Zé Ricardo, que recentemente recebeu uma proposta dos Emirados Árabes.

Qual a previsão para o pagamento da cota a qual o Vasco tem direito sobre a venda do Phillippe Coutinho para o Barcelona?

O caso do Coutinho, o mecanismo de solidariedade tem um tempo a ser cumprido e em alguns dias devemos receber a primeira parcela. Esse pagamento será feito em três parcelas: uma agora, outra no meio do ano e outra no início do ano que vem. Não vamos receber de imediato porque a venda foi feita em três parcelas. Eventualmente posso negociar com clubes para dar um desconto e receber tudo agora, mas não deve ser feito.

Como foi a negociação para a permanência do Zé Ricardo?

Zé Ricardo sempre teve um comportamento ético e profissional e me procurou. Disse que não achava que o momento era o melhor, mas havia recebido uma proposta de fato muito boa dos Emirados Árabes (Al Ahli). Era uma proposta significativa do ponto de vista financeiro. E isso vazou, ele não gostou por conta do nosso momento. Conversamos com ele no sentido de mantê-lo aqui. Vale lembrar que o Zé Ricardo tem um perfil muito interessante: é jovem, com conhecimento muito grande, estudioso, com vivência relevante no futebol de base, inclusive já tinha trabalhado aqui. A meu ver, é o treinador ideal para o Vasco. Até porque enfrentou todo esse momento de dificuldade e turbulência política, conseguiu sobreviver a tudo isso mantendo uma equipe unida, bem organizada e solidária. É um treinador que caiu nas graças da torcida. E isso passou a ser uma cobrança pra gente, manter o Zé Ricardo. Hoje seria muito ruim mudar o treinador. Quando estava em campanha já havia sinalizado que queria manter ele. A primeira coisa que fiz quando assumi foi procurá-lo para ratificar essa posição. A partir daí construimos uma relação de confiança.

E isso, aliado a outros fatores, foi determinante para a sua permanência?

Essa primeira vitória da diretoria pode ser vista como uma mudança de credibilidade do Vasco junto ao marcado?Não tenho dúvida. A escolha dele em permanecer sinaliza para o mercado a confiança que ele está tendo no Vasco e nos dirigentes que aqui estão. É de fato um sinal bastante positivo e contribui muito para melhorar a imagem e confiança do clube no mercado.

Fonte: SUPERVASCO.COM