Campello volta mais cedo da Rússia e não encontra Philippe Coutinho

02/07/2018 às 08h05 - FUTEBOL

Uma das "missões" de Alexandre Campello em sua viagem à Rússia era ter um encontro com Philippe Coutinho, revelado pelo Vasco, na concentração da seleção brasileira. Porém, o retorno antecipado em função do caos que tomou conta do clube em sua ausência inviabilizou a formalidade.

O presidente vascaíno tinha o objetivo de entregar uma camisa para o meia e conversar com o jogador que, sempre que pode, manifesta seu carinho pelo Cruzmaltino.


O argumento de Campello para ir à Rússia acompanhar a Copa do Mundo a convite da CBF era o de representar o Vasco na competição e estreitar laços diplomáticos, mas o período em solo europeu que, inicialmente, duraria 20 dias, se reduziu a apenas cinco após um decreto por parte do presidente do Conselho Deliberativo cruzmaltino, Roberto Monteiro, que o declarou licenciado e nomeou o 1º vice-geral, Elói Ferreira, como interino.

Durante os dias em que Campello esteve fora, Elói chegou a tentar tomar posse da sala da presidência, mas a encontrou trancada e foi impedido por seguranças, o que acarretou em grande confusão e registro em delegacia.

A viagem para a Rússia e a atitude de nomear outro dirigente para representá-lo durante o período de ausência não devem passar impune pelos cartolas vascaínos que lhe fazem oposição. Há a promessa de uma reclamação formal ao Conselho Deliberativo, e o caso pode ser debatido em sessão entre os conselheiros.
Coutinho visitou o Vasco em 2017
Nas férias do ano passado, Philippe Coutinho visitou São Januário e recebeu uma camisa do Vasco das mãos do então presidente Eurico Miranda. A situação ocorreu em julho, antes de um clássico com o Flamengo no estádio.

Foto: PauloFernandes/Vasco.com Alexandre Campello
Alexandre Campello

Fonte: UOL Esporte