Cesar, ex-lateral do São Caetano fala sobre Copa João Havelange

21/11/2017 às 20h30 - CLUBE
Foto: Fox SportsCesar, Ex-lateral do São Caetano
Cesar, Ex-lateral do São Caetano

Sem divisão nacional, mas na primeira divisão do Campeonato Paulista, o São Caetano passou por momentos muito mais gloriosos de sua história há pouco tempo. Sensação do futebol brasileiro na virada do século XX para o século XXI, o time localizado no ABC Paulista chegou em duas finais de Campeonatos Brasileiros e até mesmo a uma final de Libertadores. 

Uma das revelações daquele time glorioso foi o lateral-esquerdo César, que conversou com exclusividade com a reportagem do FOXSports.com.br. Dentre inúmeros assuntos, o agora treinador relembrou a polêmica decisão do Campeonato Brasileiro de 2000, disputada contra o Vasco da Gama. 

A competição foi chamada de Copa João Havelange naquele ano e reuniu nada mais nada menos do que 116 clubes das três divisões. O torneio foi dividido em quatro módulos somente na primeira fase. Após um longo período de disputas, 16 times chegaram à fase oitavas de final e foram ao mata-mata. O São Caetano eliminou até a final o Fluminense, Palmeiras e o Grêmio. Até chegar à decisão diante do Vasco. 

"O São Caetano foi o xodó do futebol brasileiro. Não tínhamos rivais e fazíamos um futebol verdadeiramente maravilhoso e empolgante. Sempre muito organizado e com qualidade. Foi show ter sido, se posso dizer, a revelação, um dos melhores daquele time. Consegui chegar à Seleção Brasileira. Foi realmente um momento mágico para nós e pessoalmente para mim foi muito emocionante", contou o ex-lateral. 

"Fizemos primeiro jogo da final no Parque Antártica. Ainda hoje vejo as imagens daquela partida. O volume de jogo que tínhamos, continuidade, velocidade, característica dos jogadores. Poderíamos ter feitos dois, três gols, mas não finalizamos com a maior qualidade que poderíamos, e depois o Romário empatou". 

A partida de ida, no Palestra Itália, terminou empatada em 1 a 1. Com isso, os dois times decidiram no Maracanã quem seria o grande campeão. Porém, o Vasco conseguiu mudar o local da partida para São Januário. Porém, no dia 30 de dezembro de 2000, durante o duelo, houve uma queda na grade de separação do estádio, deixando mais de 150 feridos. O duelo foi suspenso e houve um novo confronto, em 18 de janeiro de 2001, aí no Maracanã. 

"Na volta, em São Januário, estávamos bem no jogo. Perdemos uns dois gols, o Romário se machucou, e os torcedores naquele momento estavam eufóricos. Acabou coincidindo com uma briga entre eles, e a massa foi de encontro ao alambrado. Derrubaram, houve a invasão de campo, e o jogo foi suspenso. Eles comemoraram a suspensão. Aí aconteceu o terceiro jogo, no Maracanã, e o Romário pode estar em campo. Fizemos de tudo, mas acabamos perdendo por 3 a 1. Acredito que poderíamos ter ganho àquela partida em São Januário, mas não dá para saber", finalizou. 
 

Fonte: Fox Sports