Clássico contra o Fluminense marcará duelo entre Pikachu e ex-vascaíno

07/03/2018 às 08h03 - FUTEBOL

No primeiro clássico do ano entre Vasco e Fluminense, às 19h30m, no Estádio Nilton Santos, os cuidados serão redobrados no lado direito do campo. É de lá que vem a força das duas equipes neste início de ano. Uma característica puxada pelo bom momento de seus laterais. O vascaíno Yago Pikachu e o tricolor Gilberto se destacam como válvulas de escape dos dois times.

Companheiros de equipe no ano passado, pelo Vasco, os dois passaram por mudanças na maneira de atuar este ano. Em São Januário, Pikachu voltou a jogar como lateral-direito após uma temporada no meio-campo. Recuou, mas não deixou de ser ofensivo. No Estadual, é o líder do time em cruzamentos certos e assistências para finalizações (sete, em ambos fundamentos). E ainda é o artilheiro cruz-maltino em 2018, com cinco gols.

Em 2017, por jogar no mesmo lado que Pikachu, Gilberto não pôde exercer sua vocação ofensiva da maneira que gostaria. Sem destaque no Vasco, deixou São Januário pela porta dos fundos e buscou novos ares nas Laranjeiras. O lateral se encontrou no esquema de Abel Braga, que usa três zagueiros e libera os alas para avançar. Até agora, deu certo.

No Carioca, Gilberto é o segundo do Fluminense em acertos nos cruzamentos (dez) e o terceiro em chutes na direção do gol (cinco). Nesta temporada, já balançou as redes três vezes — um feito inédito em toda sua carreira.

Semelhantes em suas capacidades ofensivas, defensivamente Pikachu e Gilberto também se equivalem. A marcação não é um ponto forte da dupla. Não por acaso, eles não se destacam nos fundamentos de característica defensiva.

Vasco e Fluminense souberam se adaptar. Em São Januário, o zagueiro Paulão avança pouco e faz a proteção do lado direito. Pikachu ainda conta com as ajudas de Wellington e até de Wagner, que fazem a proteção para que o lateral possa avançar.

No Fluminense, a adaptação é mais visível. Como o time joga com três zagueiros, Renato Chaves se dedica exclusivamente à proteção do lado direito. Ele ainda conta com Jadson, que faz a cobertura e deixa Gilberto menos preocupado em defender.

Titulares em campo

O técnico Zé Ricardo vai levar o time titular do Vasco a campo. Além do respeito pelo rival, que quando enfrentou os reservas do Flamengo goleou por 4 a 0, ele também encara o clássico como a última chance de testar os jogadores antes da estreia na fase de grupos da Libertadores. Na próxima terça-feira, o Vasco receberá a Universidad de Chile, em São Januário. Com isso, a tendência é que apenas reservas entrem em campo no duelo contra o Madureira, três dias antes.

Do Fluminense que venceu o Volta Redonda, por 2 a 1, no domingo passado, a tendência é que a volta de Marcos Júnior seja a única novidade. O atacante fora apenas poupado para descansar. Já o lateral-esquerdo Ayrton Lucas, que voltou de lesão, deve ser mantido na equipe tricolor.

Fonte: Agência O Globo