Com 'tchan', Joel Santana relembra virada histórica na Mercosul

08/06/2018 às 08h26 - FUTEBOL

Virada contra o Palmeiras teve dedo e "tchan" do Papai Joel

Uma final continental na primeira semana como treinador do Vasco. Foi esse o cenário que encontrou Joel Santana em 2000. A final da Copa Mercosul era contra o Palmeiras e parecia um desastre. O time paulista terminou a primeira etapa vencendo por 3 a 0, no Palestra Itália, mas o Vasco virou com um jogador a menos. Final: 4 a 3. E com o dedo de Joel, que conta o que passou em sua cabeça naquele jogo.

“Nosso time era muito bom, tivemos algumas divergências na chegada, porque tinham muitas cobras criadas e eu não podia colocar todo mundo. Só posso colocar 11. Tomamos três gols em oito minutos e o que passou na minha cabeça? ‘Pô, cara, eu nem cheguei e minha batata já vai assar e vai assar muito’.”

Joel decidiu trocar Nasa por Viola, esse era o ‘tchan’ que só técnico tem. “No treinador bate uns ‘tchans’ na cabeça diferente de todo mundo. Me deu o tchan na cabeça, fiz uma mexida e é aí que entra o jogador. O jogador entrou e o time encaixou, foi um massacre. O primeiro pênalti, que o cara rasgou o joelho do Euller, o juiz não deu, mas os outros ele teve que dar. Era um timaço, os jogadores foram muito fiéis comigo”.

Fonte: UOL Esporte