Confira na íntegra a entrevista coletiva de Zé Ricardo

18/03/2018 às 19h28 - FUTEBOL

O técnico Zé Ricardo comemorou a vitória do Vasco por 3 a 2 sobre o Botafogo no clássico deste domingo, pela última rodada da fase de grupos da Taça Rio. Apesar da reação do adversário, o treinador considerou o resultado justo.

- O jogo foi agradável. Tivemos predomínio no primeiro, e o Botafogo cresceu no segundo, ficou mais agressivo. Mereceu empatar. No fim ficou aberto e nós marcados. Acho que foi um resultado justo.

Evolução

- A classificação nos dá confiança. Vamos tentar acertar os detalhes e levar para o jogo. Estou satisfeito pelo grupo, que tem muito caráter e pode ir longe.

Recuo do time quase custou caro

- O equilíbrio é o que marca o futebol. Não queremos perder nossa essência de jogar para frente buscando os gols. Não queríamos dar o passo para trás no segundo tempo, mas acabamos sendo empurrados e levamos dois gols. Foi um jogo emocionante para quem viu.

Rildo e a entrada em João Paulo

- Rildo tem mostrado versatilidade, vontade. Tínhamos problemas, Wagner e Paulinho não estavam 100%. Lado esquerdo do Bota muito forte. Sobre o João Paulo, infelizmente soubemos que foi grave. Rildo não é violento, é leal. Infelizmente aconteceu. Torcemos por ele.

Lesão de Rildo

- O Rildo caiu em cima do braço. Já tem um histórico de o ombro sair do lugar. Não conseguiram colocar no lugar, aí levaram para o hospital.

Vasco foi melhor

- Botafogo teve se que expor, mas construímos mais chances. Cobro bastante. Somos uma equipe que joga pelo chão. Mesmo com a vitória apresentamos alguns detalhes que precisamos corrigir para quarta-feira. Vamos tentar fazer um bom jogo que o alto nível exige.

Novo duelo na quarta

- Na quarta podemos esperar mais um grande jogo, o Botafogo está em nítida evolução. Agora é recuperar os atletas, até por causa dos episódios da semana passada, e nos prepararmos para quarta-feira.

Recuperação dos jogadores

- Não esperávamos o ocorrido (da virose), mas o departamento médico agiu logo. Hoje tivemos que colocar o Paulinho antes, e ele saiu muito cansado, assim como o Wagner, que jogou 25 minutos.

Variações

- Treinamos variações. Nosso sistema muda pouco. O que mudam são as características. O Wagner fica o jogo mais por dentro. Com o Ríos buscamos mais a diagonal e verticalidade. Hoje deu certo. Ficamos felizes. Hoje foi uma necessidade, vamos ver para quarta.

Fonte: globoesporte.com