Conheça Thiago Mehl, novo treinador de goleiros do Vasco

03/07/2018 às 09h38 - FUTEBOL

Com passagens pelas Seleções Brasileiras sub-15, sub-17 e sub-20, além de clubes como Atlético Paranaense e Bahia, Thiago Mehl é o novo treinador de goleiros do Gigante da Colina.

Se inscreva na Vasco TV e vamos #Rumoaos300k!

As mudanças ocorridas no Departamento de Futebol no mês passado fizeram o Vasco da Gama reforçar sua comissão técnica com profissionais do mais alto gabarito. Um das caras novas é o treinador de goleiro Thiago Mehl, que acumula  passagens por Atlético Paranaense, Bahia e Paraná, clubes de grande representatividade no cenário nacional.
Natural de Curitiba, o profissional possui uma vasta experiência na função, sendo inclusive integrante do corpo técnico da Seleção Brasileira nas categorias de base. A oportunidade no Gigante da Colina é a primeira da carreira de Thiago Mehl numa grande equipe do país. Agarrá-la com unhas e dentes é o grande desejo do paranaense.

- Comecei a carreira no Atlético Paranaense. Fiquei lá por oito anos, trabalhando do sub-15 ao sub-23 e auxiliando no profissional. Tive a oportunidade de ir para o Bahia em 2015 e lá fizemos boas temporadas, conquistando o acesso em 2016 e o título da Copa do Nordeste de 2017. Precisei voltar para minha cidade no início do ano por motivos pessoais e acabei acertando com o Paraná. Foi quando apareceu algo que todo mundo almeja, que é trabalhar num time do tamanho do Vasco. Estou muito feliz aqui e espero permanecer por um bom tempo - festejou o profissional.

Em suas primeiras semanas no comando da preparação dos arqueiros cruzmaltinos, Thiago Mehl tem buscado se apropriar das características dos novos pupilos, com exceção do uruguaio Martín Silva, que segue na Rússia disputando a Copa do Mundo. O objetivo do profissional é inserir os goleiros na estratégia de jogo escolhida pelo treinador Jorginho.

- Essa intertemporada tem três grandes objetivos agora, sendo que o primeiro e o principal deles é prepará-los fisicamente, tecnicamente e taticamente. Procuramos fazer trabalhos específicos voltados para situações de jogo. O segundo objetivo, por estarmos chegando agora, é conhecer mais a fundo os atletas. O terceiro é inseri-los no modelo tático do treinador. Cada comandante tem sua característica e o goleiro participa muito do jogo coletivo - declarou Thiago Mehl, acrescentando em seguida.

- A ênfase da semana foi muito em trabalhos de força, velocidade e velocidade de reação. O goleiro com potência muscular boa e grande velocidade de reação vai conseguir resolver bem os problemas que aparecerão durante o jogo. Procuramos sempre, é claro, colocar situações imprevisíveis e que acontecem nas partidas. Não gosto muito de goleiro robotizado, que fica automatizado, ele tem que sempre estar preparado para uma surpresa, pois no jogo nunca se sabe o que vai acontecer. Aqui em Pinheiral, até por estarmos próximos da primeira partida, vamos trabalhar simulando diversas situações de jogo - concluiu o treinador de goleiros.

Foto: Paulo Fernandes/Vasco Fernando Miguel, goleiro do Vasco
Fernando Miguel, goleiro do Vasco

Fonte: Vasco TV