Definitivamente, 2017 não saiu como o esperado para Luis Fabiano

22/11/2017 às 08h11 - FUTEBOL

Definitivamente, 2017 não saiu como o esperado para Luis Fabiano. Tratado como o principal reforço do Vasco, tendo sido recebido por centenas de torcedores no aeroporto do Rio de Janeiro, o atacante acumulou uma série de lesões e encerrou seu ano precocemente carimbando o fardo de pior temporada de sua carreira após despontar como revelação da Ponte Preta no final dos anos 1990.

No Cruzmaltino, foram apenas 20 jogos e seis gols. Em 2002, quando foi pouco aproveitado pelo Rennes (FRA) e também atuou pelo São Paulo, tinha somado o menor número de partidas até então: 30. No quesito gols, a pior temporada havia sido pelo Sevilla (ESP), em 2005/2006, com sete tentos.

Apesar do 2017 frustrante e da idade elevada – 37 anos – Luis Fabiano diz que não pensa ainda em se aposentar. O artilheiro tem o desejo de terminar por cima e ainda sonha em encerrar a carreira pela Ponte Preta, clube que o revelou.

O Fabuloso chegou a ficar dois meses e meio parado, se recuperando da lesão no joelho direito, e retornou no último dia 5, no empate por 1 a 1 com o Vitória. As dores, porém, continuaram e, após consulta com o médico René Aballa, que havia o operado, ele decidiu não atuar mais nesta temporada para se livrar definitivamente dos incômodos e iniciar 2018 bem.

Nas redes sociais, alguns torcedores criticaram a pouca participação do atacante no ano pelo Vasco, questionando sobre um possível "corpo mole", algo que o deixou chateado.

"O que me incomoda é colocar em xeque o meu caráter, o meu profissionalismo. Eu fiz a minha carreira, muita longa, baseada no meu compromisso com os clubes onde joguei. Quem acompanha o meu dia a dia no Vasco sabe o quanto que eu lutei para entrar em campo. Em muitos jogos entrei com certo tipo de dor no joelho. Quem acompanhou toda a minha a luta sabe o quanto trabalhei para tentar voltar mais rápido, para tentar vestir a camisa do Vasco e ajudar. Comecei o ano bem, quando não tinha dor, fiz bons jogos e acreditava que seria um bom ano para mim e para o Vasco. Infelizmente tive essa lesão, que para um jogador de 37 anos...Infelizmente aconteceu comigo", disse ao Sportv.

Durante os 75 dias em que ficou parado, Luis Fabiano sugeriu à diretoria que deixasse de receber salários enquanto não se recuperasse. O experiente jogador tem contrato até o fim de 2018.

Fonte: GloboEsporte.com