Diretoria do Vasco viverá período agitado na parada para a Copa do Mundo

14/06/2018 às 08h10 - FUTEBOL

Os primeiros dias da parada para a Copa do Mundo da Rússia serão de descanso para os jogadores, que ganharão dez dias de folga, mas para a diretoria será um período agitado. Em pauta, reforços sugeridos pelo técnico Jorginho, a renovação de Yago Pikachu e a provável saída do atacante Andrés Rios.

Em termos de contratação, o clube ainda deseja um zagueiro, um meia e um atacante, possivelmente para substituir Rios, que dificilmente continuará devido aos altos valores envolvidos numa possível renovação.

Para permanecer com o argentino, o Vasco terá que desembolsar 800 mil euros (cerca de R$ 3,4 milhões) além de luvas ao atleta. Internamente, o clima é de pouco otimismo. Vale lembrar que na semana passada o clube já havia perdido um jogador do setor, o colombiano Riascos, que foi para o Shanghai Shenhua, da China.

Recentemente, o Cruzmaltino anunciou a contratação do jovem volante Raul, de 21 anos, que veio do Ceará e acertou por dois anos, e também do lateral direito Lenon, de 28 anos, que chega por empréstimo do Guarani até o fim desta temporada.

"Temos que trabalhar com o que se apresenta. A diretoria está atenta. Reforços chegarão. Precisamos para fazer um bom Brasileiro, Sul-Americana e tentar reverter contra o Bahia na Copa do Brasil. É possível", disse Jorginho.

Pikachu perto de renovação

Se por um lado Rios pode ter feito sua última partida com a camisa do Vasco, por outro o clube está próximo de manter o principal jogador da temporada: Yago Pikachu, artilheiro do time em 2018 com 13 gols.

As conversas estão avançadas e a tendência é a de que o polivalente atleta renove por mais três anos.

O Vasco agora dará dez dias de folga para os jogadores antes do período de treinamentos que terá início no centro de treinamento das Vargens, mas que poderá ter um trecho no CT João Havelange, em Pinheiral (RJ).

Fonte: UOL Esporte