Diretoria promete quitar um mês de salários na próxima semana

Em 30/08/2013 19:47
 

Em reunião realizada antes do treino da tarde desta sexta-feira, no vestiário de São Januário, os jogadores foram informados por Cristiano Koehler, diretor geral do Vasco, que não foi possível cumprir o objetivo de quitar um mês de salários nesta semana. Caso o depósito não seja feito até a próxima quinta-feira, o clube vai novamente atingir três meses de atraso. Mesmo assim, o dirigente afirmou ao elenco que na próxima semana as pendências devem ser resolvidas.

Ao contrário do que era esperado, não foram obtidas na semana que termina as Certidões Negativas de Débito com a União (CNDs), que possibilitariam a assinatura de contrato com a Caixa Econômica Federal e a liberação dos 30% restantes da cota anual de patrocínio com a Nissan, que estão retidos a título de penhora, entre outros recursos. O Vasco espera também as certidões para receber o dinheiro relativo à parcela do empréstimo de Eder Luis, já que existe o temor de que sem as CNDs, essa quantia ainda pode ser penhorada.

A diretoria tentará levantar recursos para quitar na próxima semana pelo menos um mês de salários, já que os três meses de atrasos possibilitam que jogadores consigam na Justiça o fim do vínculo com o clube. No entanto, existe um acordo informal que estabelece o dia 20 como data de vencimento.

Há exatamente uma semana o Vasco teve confirmada assinatura do acordo com a Fazenda Nacional para o parcelamento de suas dívidas fiscais, abrindo caminho para o recebimento das CNDs. Os cercas de R$ 100 milhões serão quitados em cinco anos.