Dirigentes se reunirão hoje (4) para falar sobre técnico e contratações

04/06/2018 às 13h44 - FUTEBOL

Disposto a enxugar a folha salarial do elenco, o Vasco negocia com um clube chinês e aguarda uma proposta oficial por Riascos. Caso chegue a oferta, algo que pode acontecer ainda nesta segunda-feira, a tendência é a de que o atacante seja liberado por meio de rescisão. A informação foi dada pelo colunista Gilmar Ferreira, do "Extra", e confirmada pelo UOL Esporte.

O colombiano acertou seu retorno no fim do ano passado quando o time cruzmaltino ainda era presidido por Eurico Miranda, que lhe ofereceu um salário de R$ 200 mil num contrato de três anos.

A gestão de Alexandre Campello avalia que o custo-benefício com o jogador não tem valido a pena, já que ele é reserva, tem apenas três gols e suas atuações não têm convencido. O gasto com Riascos custará cerca de R$ 9 milhões caso fique até o fim do vínculo.

O pedido de demissão do técnico Zé Ricardo, inclusive, fará com que a diretoria reavalie o elenco e as negociações que estavam em curso. O clube, por exemplo, tinha conversas avançadas com o meia chileno Francisco Arancibia, de 19 anos, da Universidad de Chile, no entanto, com a saída do treinador, que havia feito o pedido pelo atleta, a transação poderá ser cancelada.

Uma reunião na tarde desta segunda-feira entre Alexandre Campello e o diretor-executivo Paulo Pelaipe tratará destas questões e dos nomes para assumir a equipe.

Gerente de futebol, Newton Drummond não estará presente pois se encontra em Luque (PAR) para o sorteio da Copa Sul-Americana.

Zé Ricardo pediu demissão após a derrota para o Botafogo por 2 a 1 no último sábado. Desgastados com os problemas do Vasco, ele alegou "motivos pessoais" para deixar o cargo.

Fonte: UOL Esporte