Dorival vê jogo difícil com o Cruzeiro e lamenta 1 dia a menos de descanso

Em 30/08/2013 22:01
 

No próximo domingo, às 18h30, o Vasco enfrentará pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro o Cruzeiro, líder da competição, que vem de uma traumática eliminação na última quarta-feira da Copa do Brasil. O time celeste estava com a classificação para as quartas de final na ,mão até os 43 minutos do segundo tempo, quando sofreu o gol do volante Elias, classificando o Flamengo para a etapa seguinte. A desclassificação foi muito sentida pelos cruzeirenses, os atletas saíram cabisbaixos e o torcedor fez muitas cobranças ao elenco. Apesar do ambiente ruim no adversário, o técnico Dorival Júnior não crê em jogo fácil para o Vasco:

 

“Eu não acredito que isso aconteça, nõa acho que tenha sido motivo de um abatimento total da equipe, é natural que sintam, mas não vejo por esse lado, acho que vão saber separar muito bem, assim como você às vezes não fica muito tempo deitado sobre os louros de uma vitória, de uma goleada e com uma derrota passa muito rápido. Com certeza a torcida vai abraçar a equipe do Cruzeiro, vai incentivar e o Vasco vai ter um jogo muito complicado no domingo. Que estejamos preparados para suportar toda essa pressão e nos colocarmos bem ao longo dos 90 minutos.”

 

Doeival lamenta que o Vasco tenha um dia a menos de recuperação que o Cruzeiro, e aproveita para fazer um apelo à CBF, para rever o calendário do futebol brasileiro:

 

“Tenho certeza que teremos um jogo difícil, mas, para o Cruzeiro será também um jogo complicado, podem ter certeza disso. Lamento mais uma vez um dia a menos de recuperação, tem acontecido constantemente com o Vasco e isso tem um peso muito grande, muito grande mesmo. Infelizmente, gostaria de jogar no emsmo dia que meu adversário no domingo, isso seria importante que acontecesse e eu peço atenção a CBF, porque os clubes que jogam 1 dia depois, ainda que seja muito pouca diferença de um dia pro outro, mas você perde um dia de recuperação, e isso para a rodada seguinte tem um peso muito grande. É um fator que às vezes é decisivo na definição de resultados", afirmou Dorival a Rádio Manchete.

 

Por Cesar Augusto Mota
 

últimas das colunas

todos os colunistas

Tags