É hoje! Próximo presidente do Vasco será eleito nesta sexta (19)

19/01/2018 às 07h52 - POLÍTICA

Nesta sexta-feira, a partir das 20h, a torcida do Vasco vai conhecer seu presidente para o próximo triênio. Na eleição de novembro, a chapa de Eurico Miranda teve 2.111 votos, contra 1.975 de Julio Brant, 421 de Fernando Horta, além de três brancos e três votos anulados. Por causa de uma suspeita de fraude na admissão dos sócios votantes na urna 7, esta foi anulada pela justiça. Com isso, a chapa de Brant passou a ser a vencedora e ele assumiu o cargo de favorito para ser o novo mandatário vascaíno. Mas o clima é de que "tudo pode acontecer".

O já complexo cenário político ganhou mais um tempero de última hora. Na noite de quinta, Alexandre Campello anunciou que não será mais vice geral pela chapa de Brant, com a justificativa de que seu grupo político foi ignorado desde a eleição de novembro. Existe a possibilidade de alguns dos conselheiros não votarem junto com a oposição. Ou até mesmo Campello se candidatar.

Eurico Miranda afirmou que não será candidato nesta sexta, mas seu grupo começou uma mobilização interna para indicar um outro nome - ainda mantido em sigilo - e impedir que Brant seja candidato único. Antonio Peralta, Luis Manuel Fernandes e Silvio Godoi estão entre os especulados. Depois de fazer contas, muitos telefonemas e projeções, o grupo ganhou uma injeção de ânimo nesta reta final. Não é exagero dizer que existe até um certo otimismo (antes mesmo do anúncio de Campello). A sensação é de que as últimas entrevistas de Brant foram um tiro no pé por causa do ambiente conservador no colegio eleitoral vascaíno.

Nunca na história do clube, no entanto, o resultado das urnas não foi repetido na eleição do conselho. A chapa vencedora indica 120 conselheiros, e a que ficou sem segundo indica 30. Estes 150 vão se juntar aos 150 natos (beneméritos mais antigos). São estes 300 conselheiros (expectativa de que compareçam entre 220 e 250) que vão eleger o próximo presidente. Vence quem tiver maioria simples dos votos. Os correligionários de Eurico acreditam que pode ser um dia histórico. Os de Brant também, mas pela chance de tirar os correligionários de Eurico do poder.

A posse da nova diretoria, de acordo com decisão judicial, será feita na próxima segunda-feira. Até domingo, também por decisão judicial, o clube é administrado em triunvirato por Eurico, Brant e Horta.

O ritual da eleição no Conselho Deliberativo:

A primeira convocação será às 20h. A segunda, às 20h30. Nesta sexta, a Mesa Diretora e os Conselhos Deliberativo e Fiscal serão empossados. Presidente e vice-presidentes da Diretoria Administrativa só serão empossados na segunda-feira.

O passo a passo:

1- Atual presidente da Assembleia Geral, Itamar Ribeiro de Carvalho passa o cargo para Faues Cherene, o Mussa, que dará início à eleição da Mesa Diretora do Conselho;

2- São apresentadas as chapas, e os conselheiros são chamados a votar para Mesa Diretora;

3- O novo eleito para Presidente do Conselho Deliberativo passa a comandar a sessão;

4- Em seguida, começa a eleição do presidente e dos dois vice-presidentes do clube;

5- Por último, é eleito o Conselho Fiscal.

obs: até a última eleição, o Conselho Fiscal era eleito antes do presidente e dos vice-presidentes. Na reforma do estatuto, em 2015, no entanto, houve a mudança (artigo 76).

O próximo presidente do Vasco já terá grandes desafios a partir do primeiro dia. Além do cenário político instável, o clube enfrenta dificuldades financeiras e atrasos em pagamentos para atletas e funcionários. No dia 31 a equipe estreia na fase preliminar da Libertadores contra a Universidad de Concepción, no Chile. De acordo com Eurico Miranda, nem as reservas de passagem para a viagem foram compradas.

Foto: GloboEsporte Fernando Horta, Julio Brant e Eurico Miranda
Fernando Horta, Julio Brant e Eurico Miranda

Fonte: GloboEsporte.com