Edmundo revelou que tem medo de ir assistir jogo em São Januário

01/11/2017 às 10h48 - FUTEBOL

O ex-jogador Edmundo, ídolo do Vasco e do Palmeiras, foi o convidado da noite do programa “Noite dos Craques”, do Esporte Interativo, e um dos temas debatidos foi a questão política envolvendo o clube carioca. O Animal fez questão de ressaltar sua campanha por uma maior e melhor transparência da diretoria do Gigante da Colina. Ao lembrar do do tratamento do clube com os ídolos da história do Vasco, o comentarista do Fox Sports não segurou às lagrimas.

“A minha campanha é por mais transparência na eleição do clube, para que o torcedor tenha o direito de escolher quem ele quer”, começou Edmundo, que sempre se mostrou um dos maiores críticos da atual diretoria do Vasco, e entre os motivos, citou a falta de consideração pelos jogadores que fizeram história.

“Não vai ter nenhuma homenagem para o comemorar o título de 97 (Campeonato Brasileiro). É doído. A gente sempre fala que o jogador passa por um processo de morte né? Para, fica no ostracismo, não sabe o que fazer da vida… eu parei e dois meses depois já estava trabalhando na televisão, estou feliz, trabalho em uma grande emissora, mas tem muito jogador que não tem grana, voltou para o seu lugar de origem, e que o sonho é de estar no clube, ver o nome cantado de novo… pô, uma homenagem! É isso que eu quero trazer ao clube”, explicou Edmundo.

O Animal ainda fez questão de repudir o tratamento recebido por Roberto Dinamite, um dos maiores ídolos da história do clube e ex-presidente. “O tratamento que dão ao Dinamite é um absurdo! O Roberto é nosso ídolo, nós temos que ter carinho e respeito por ele”, completou muito emocionado

Medo de frequentar São Januário:

Ainda durante o programa, Edmundo revelou que tem medo de ir assistir jogo em São Januário. “Eu confesso que eu tenho medo, de verdade. Tem um staff que vai agredir, que vai xingar e que vai expurgar as pessoas que querem um processo transparente dentro do clube”, disse o ex-atacante.

Fonte: Torcedores.com