Suspeitas sobre eleitora causam confusão em eleição do Vasco

07/11/2017 às 21h20 - POLÍTICA
Foto: Marcio AlvesPrincípio de confusão na eleição do Vasco
Princípio de confusão na eleição do Vasco

A eleição para a presidência do Vasco teve um momento breve de confusão por volta das 20h15 desta terça-feira. O início se deu por conta da desconfiança de integrantes da chapa de Júlio Brant em relação a uma mulher na fila que não estaria apta a votar.

Não houve nenhuma agressão física, mas muita gritaria. O próprio Eurico Miranda e também Júlio Brant estavam envolvidos. Um dos mais exaltados era Roberto Monteiro, ex presidente da Força Jovem, e integrante da chapa de Brant.

Aníbal Rouxinol, que apoia Brant, acabou expulso do ginásio onde ocorre a votação.

- Eu conheço eleição do Vasco, participo desde 1998. Eleição de Eurico é assim mesmo - contou Rouxinol.

Alexandre Campello, que faz parte da chapa de Brant, também se pronunciou sobre o caso.

- Apenas solicitamos que verificassem se ela estava apta a votar, só isso. Mas aí que começou a polêmica e a discussão, mas acalmamos os ânimos e a situação está resolvida- revela o médico, que chegou a anunciar sua candidatura a presidência do clube antes de se juntar a Brant.

No fim das contas, a mulher votou normalmente. Segundo, Campello a chapa aceitou o voto para evitar mais confusões.

Fonte: Globo Online