Escudero estava a mais de 3 meses sem receber, cerca de R$ 1 mi em dívida

29/01/2018 às 18h29 - FUTEBOL

O meia Escudero entrou na Justiça contra o clube por conta de atraso superior a três meses no pagamento de direitos de imagem e FGTS e conseguiu a rescisão de contrato com o Cruz-Maltino - no total, a dívida gira em R$ 1 milhão. A informação da ação na Justiça foi publicada inicialmente pela "ESPN" e confirmada pelo LANCE!.

Escudero não vinha sendo aproveitado pelo Vasco. Nos últimos momentos da gestão do ex-presidente Eurico Miranda, chegou a ser envolvido em uma possível troca com o Vitória por Kieza, mas não andou com as conversas justamente por estes atrasados. O contrato do meia argentino com o Vasco era válido até o fim deste ano.

A decisão desta segunda-feira foi expedida pelo juiz do trabalho substituto Leonardo Saggese Fonseca na 22ª Vara do Trabalho no Rio de Janeiro. O magistrado afirmou em trecho da decisão que a urgência por um posicionamento era válida por conta de a janela internacional ser até quarta-feira e o Escudero é atleta estrangeiro.

Vale lembrar que Escudero tem 30 anos e chegou ao Vasco no início do ano passado. Entrou em campo em 23 oportunidades no período (em 13 vitórias, 2 empates e 8 derrotas), com um gol marcado. Agora livre, o meia está liberado para acertar com qualquer clube. Outros nomes deixaram o Vasco este ano, como Anderson Martins, Nenê, Madson e Mateus Vital.

O LANCE! entrou em contato com o Vasco, mas não obteve retorno por meio da assessoria até a publicação desta reportagem.

Fonte: Lance!