Espião estatístico de Vasco x Cruzeiro

04/04/2018 às 08h13 - FUTEBOL

Após perderem na primeira rodada do Grupo 5 da Libertadores, Cruzeiro e Vasco fazem um duelo decisivo na noite de quarta-feira, às 21h45, no Mineirão. No clima do confronto, a equipe do Espião Estatístico mostrou no Troca de Passes pontos fortes e fracos das duas equipes, além de semelhanças.

Entre os times da Série A, a Raposa é o que tem o melhor aproveitamento em 2018: 79,2% (12 vitórias, 2 empates e 2 derrotas). Com 28 gols marcados e 10 sofridos na temporada, o time de Mano Menezes, ao lado de Atlético-PR, Chapecoense e Palmeiras, tem a melhor defesa entre as equipes do Campeonato Brasileiro, mas que acabou falhando em dois jogos decisivos: 4 a 2 contra o Racing e 3 a 1 diante do Atlético-MG. Cinco desses gols sofridos no ano nasceram de jogadas aéreas (50%).

Pelo lado do Vasco, o jogo pelo alto também tem preocupado o treinador Zé Ricardo na zaga: 15 dos 27 gols sofridos nasceram de jogadas aéreas (55,5%). Aliás, o Cruz-Maltino tem a defesa mais vazada entre os clubes da Série A.

O que tem animado a torcida vascaína é o fato do time sempre lutar até o final, sem desistir do resultado: 13 dos 38 gols no ano foram marcados depois dos 30 minutos do segundo tempo. As duas últimas vitórias, diante de Fluminense e Botafogo, ambas pelo Carioca ilustram bem isso.

O destaque do Vasco esse ano tem sido Yago Pikachu. O lateral, que tem jogado como meia, é o artilheiro do clube no ano, com sete gols, além de já ter dado uma assistência.

Pelo Cruzeiro, podemos destacar os números de Thiago Neves. Com quatro gols e três assistências, tem participação direta em 25% dos gols da Raposa em 2018. Isto é, um a cada quatro gols do time passa pelos pés do meia.

Fonte: SPORTV