Eurico abandona partida e treinador minimiza atitude do presidente

Em 16/10/2016 10:34
 

O clima azedou de vez entre o time do Vasco e a torcida. A fraca atuação na derrota por 2 a 1 para o CRB, em São Januário, no sábado, rendeu vaias e xingamentos. O volante Diguinho foi o principal alvo, mas o presidente Eurico Miranda também foi bastante hostilizado. Por sinal, o mandatário, insatisfeito com a performance em campo, fechou as janelas de sua sala a 10 minutos para o fim e parou de ver o jogo. Sequer viu o gol de Éderson nos acréscimos.

- Acho que o que ele está sentindo é o que estamos sentindo. Decepção pela atuação apagada, sem brilhantismo. Até por tudo que ele tem feito, a postura de homem, de chegar e assumir as coisas, ele toma toda essa carga para ele - minimizou Jorginho.

Confira alguns dos principais lances. Para assistir aos vídeos, clique aqui.

Rodrigo voltou após dois jogos liberado para resolver assuntos particulares. Não foi bem. Vacilou no segundo gol, enquanto Luan errou no primeiro.

As furadas marcaram o ataque vascaíno. No primeiro tempo, Fellype Gabriel errou feio ao tentar aplicar uma bicicleta.

Pikachu, que entrou no lugar de Fellype Gabriel no intervalo, fez igualmente feio em conclusão.

Olha o Pikachu aí de novo! Ele e Nenê estavam sozinhos, mas se atrapalharam na hora de concluir.

Os erros incomodaram a torcida e Eurico Miranda. O presidente fechou a sua janela e abandonou o jogo.

Em campo, Diguinho foi quem pagou o pato. Após um erro de passe no fim do jogo, desistiu em um primeiro momento de ir marcar e recebeu muitas vaias da torcida.