Eurico dispara contra erro da arbitragem no gol do Santos: 'Intencional'

Em 22/09/2016 18:59
 
Eurico MirandaEurico Miranda
Foto: Paulo Fernandes / Vasco

CANAL VASCO - No dia seguinte do treinador Jorginho ter disparado contra a arbitragem, foi a vez do presidente Eurico Miranda em coletiva de imprensa também culpar o juiz pela desclassificação cruzmaltina na Copa do Brasil. O mandatário lembra de algumas situações crucias e questiona a intenção dos homens do apito no duelo desta quarta-feira.

- Tiveram alguns lances interpretativos, ele interpretou como quis interpretar. Com 43 segundos, a bola bateu na mão no defensor, depois aos 15 minutos outro lance parecido e ele não marcou. Culminou no lance mais flagrante, da forma como foi, acredito que tenha sido intencional, o árbitro a três metros, o jogador é empurrado com o cotovelo e ele deixar seguir. Não satisfeito, o outro recebe a  bola em impedimento, como consequência sai o gol contra do Rodrigo. Parece até que é algo em conjunto da arbitragem - disse.

Outro ponto questionado pelo dirigente é a forma como é escolhido os juízes para os jogos do campeonato, além da falta de punição para eles quando cometem falhas.

- Não me venha com essa chorumela que é sorteio. A comissão escolhe os árbitros que querem sortear, então é escolhido por eles mesmo. Isso tudo causa prejuízo em todas as ordens, seja moral, financeiro. Errar é humano, mas o que não pode é quem procede dessa forma passar impune. Vou brigar por isso, nem que seja a última coisa que faça no futebol, até porque isso é um problema geral - comentou.

Fugindo um pouco do assunto, um tema que ele fez questão de abordar foi a repercussão sobre o fato do Santos não poder aquecer dentro do campo.

- Todos os times que vem para o estádio do Vasco sabe que só é permitido aquecer atrás do gol, a própria equipe do vasco aquece atrás do gol. Foi avisado para eles, mas quiseram de forma indevida aquecer dentro de campo. Ninguém quer saber o porquê disso? Não sabem o custo de manter o campo, fazer um campo. Eu não mandei retirar nada, muito pelo contrário, se eu mandasse retirar não tinha mais aquecimento, iriam direto para o vestiário - encerrou.