Ex-presidente de torcida rival pode ser candidato à presidência da FERJ

15/02/2018 às 13h01 - FUTEBOL

A corrida no pleito eleitoral na Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro, a FERJ, ganha mais um postulante para a cadeira mais importante. Trata-se de Leonardo Ribeiro, popularmente conhecido como Capitão Léo, ex-presidente da Torcida Jovem do Flamengo e expulso do quadro de sócios do clube por agredir um conselheiro.

Em janeiro deste ano, a jornalista Gabriela Moreira publicou em seu blog na ESPN uma entrevista com outro candidato à presidência da FERJ, Rogério Manso, acusado de aplicar golpes em bancos no Rio. O candidato se coloca como oposição ao atual presidente Rubens Lopes e curiosamente anunciou, na ocasião, o apoio de Capitão Léo que agora se lança candidato. Na mesma entrevista, Manso declarava ter o apoio do ex-presidente do Flamengo, Edmundo Santos Silva, que negou o apoio, mas que agora declara apoiar Ribeiro.

“O Leonardo Ribeiro é advogado, contador, mas sofre muito preconceito por ter pertencido à Torcida Jovem do Flamengo. Hoje ele é do Conselho Fiscal da Federação. É uma pessoa determinada, trabalhadora, extremamente correta. Mas vai ter que trabalhar muito para superar o preconceito“, disse o ex-presidente após ser procurado pela reportagem para falar sobre o apoio a candidatura de Capitão Léo. E complementa: “Hoje vivemos num País de preconceituosos! O Léo tem duas faculdades, pós-graduado, mas falam da Torcida Jovem! Ele foi da torcida na época que não tinha as brigas que tem hoje“.

Mesmo sem ter se manifestado publicamente, Leonardo Ribeiro já conta com apoiadores nas redes sociais que atuam em busca de apoio. E se antes Léo militava na oposição como dito por Rogério Manso, agora está junto da situação, pois seus apoiadores colocam Rubens Lopes como pré-candidato da CBF.

Fonte: Edilson Silva na Rede