Felipe volta ao estádio onde ganhou a América e faz comparações

Em 01/05/2013 23:20
 

Um filme bom deve ter passado na cabeça de Felipe quando pisou no campo anexo ao Estádio Monumental Isidro Romero Carbo para treinar nesta quarta-feira, véspera do confronto contra o Emelec. Foi no estádio que o meia conquistou a Copa Libertadores, pelo Vasco, no dia 12 de agosto de 1998.

Na ocasião, com gols de Luizão e Donizete, a equipe vascaína superou o Barcelona de Guayaquil por 2 a 1 e logrou a maior glória de sua históra.
Curiosamente, o meia enxerga algumas semelhanças entre o elenco atual do Tricolor e aquele do Vasco. Por sua vez, não diz o mesmo em relação ao perfil da competição.

- Os times tem algumas semelhanças. Na época o Vasco era um grupo forte, qualificado, assim como o Fluminense atual. Essa mescla de juntar a experiência com a juventude da garotada é importante para formar equipes vencedoras. Não dá para comparar a Libertadores em si. Na época que eu ganhei só se falava em times brasileiros e argentinos, hoje tem muitos mais países na disputa.

Em um paralelo, Felipe era uma revelação em 1998, como hoje é Wellington Nem no Fluminense. Cercados de expectativas em suas distintas linhas temporais, enquanto o então lateral tinha Mauro Galvão para segurar a pressão, o jovem atacante do Flu encontra o mesmo respaldo em jogadores como Fred.

Agora, praticamente 15 anos após aquele momento histórico, o meia quer repetir o feito e se inspirar novamente no \"espírito de Guayaquil\" para ajudar o Fluminense na missão de conquistar sua primeira Libertadores. Nesta quinta-feira, a equipe de Abel Braga enfrentará o Emelec, maior rival do Barcelona, no Estádio George Capwell, às 22h30, e conforme o técnico Abel Braga já sinalizou, Felipe poderá ser importante.

últimas das colunas

todos os colunistas