Histórico de viradas é a arma do Vasco para bater o Santos na Copa do Brasi

Em 21/09/2016 20:12
 
RomárioRomário
Foto: Reprodução

Nesta quarta-feira (21), Gigante da Colina vai em busca de uma difícil missão contra o Peixe... mas a história do clube prova: tudo é possível

“O Vasco é o time da virada...”,  é nesta marcante frase, entoada constantemente pelos torcedores cruzmaltinos, que está a fé de que o Gigante da Colina pode eliminar o Santos e avançar às quartas de final da Copa do Brasil.

Na ida, o Peixe abriu 3 a 0 e parecia já garantir a vaga. Só que o gol de Éder Luis, já nos acréscimos, deu sobrevida ao time comandado por Jorginho. Como o caminho para voltar à primeira divisão está aparentemente tranquilo, o Vasco sonhava com o título da Copa do Brasil. Só que a superioridade do Alvinegro Praiano surpreendeu na Vila Belmiro.

Mesmo assim, a confiança segue viva em São Januário. Para avançar, o Vasco precisa de uma vitória por 2 a 0 ou por uma diferença de três gols caso o Santos balance as redes. E para que isso aconteça, e para que a famosa canção vascaína seja entoada com orgulho ao final dos 90 minutos, Jorginho já deu a receita: o time não pode errar!

“A gente tem que buscar aquilo que o Caprres tem tentado, o lesão zero. Agora é erro zero. A sabe que no futebol é impossível, mas aqueles erros primários, de bola parada, sair jogando pelo meio... Temos que estar muito atentos em relação a isso. Precisamos ser mais eficientes. Se jogarmos da forma com a equipe vem crescendo, com certeza temos grandes possibilidades de vencer”, afirmou o treinador.

E se a mística ajudar, Jorginho tem um amplo arsenal de viradas históricas do Vasco para animar os seus jogadores antes do confronto marcado para às 21h45 desta quarta-feira (21). Relembre alguns destes momentos!

Vasco 3x2 Flamengo – 1975

No segundo turno do Campeonato Carioca de 1975, o Flamengo ensaiou uma goleada sobre o maior rival. Logo no início do primeiro tempo o placar já mostrava 2 a 0 para o Rubro-Negro, graças aos gols de Edson e Luizinho. Só que Luís Carlos e Roberto Dinamite, de falta, empataram ainda na etapa inicial. A vitória veio com mais um tento de Luís, que ainda contou com o desvio da zaga flamenguista para correr para o abraço!

O ano das viradas históricas

Em 2000, o Vasco começou o ano aplicando uma goleada de 5 a 1 sobre o Flamengo. O ‘chocolate’ de Páscoa, no entanto, começou com gol rubro-negro de Leandro Machado. Mas Felipe, Pedrinho e três gols de Romário levaram os cruzmaltinos ao delírio no Maracanã, que viu o Gigante da Colina levantando a Taça Guanabara!

Só que a maior virada da história do futebol brasileiro aconteceria muitos meses depois. Em dezembro, o Cruzmaltino enfrentava o Palmeiras na final da Copa Mercosul. Os paulistas abriram 3 a 0 ainda no primeiro tempo, e o título já era comemorado nas arquibancadas do Palestra Itália. Só que... o Vasco é o time da virada! Romário (três vezes) e Juninho Pernambucano fizeram os gols daquele jogo, que entrou para a história com o nome de “Virada do Século”.

2011: Dedé justifica ser um mito

Nas quartas de final da Sul-Americana, o Vasco vinha de derrota por 2 a 0 para o Universitário. E, na volta, o time peruano ainda fez dois gols. Mas o Gigante da Colina tinha Dedé, que vivia o momento mais iluminado de sua carreira. O zagueiro fez dois gols e ajudou o time a virar para 3 a 2. Elton, Diego Souza e Alecsandro também participaram daquele jogo histórico.