Homem Piruca: "É muito importante que todos apoiem o time"

05/11/2017 às 07h57 - FUTEBOL

Que ao menos hoje haja trégua e as cores políticas não brilhem mais do que o vermelho da cruz de malta. Em jogo fundamental para seguir bem na briga por uma vaga na Libertadores do ano que vem, o Vasco enfrentará o Vitória às 19h, no Maracanã. Será a última partida antes da eleição de terça-feira, motivo de divisão e prejuízos ao clube na temporada.

Se hoje o time está em oitavo, a uma posição da zona de classificação para a competição sul-americana, o cenário poderia ser ainda melhor se não fosse a perda de quatro mandos de campo e dois jogos com portões fechados, punição decorrente das cenas de selvageria da torcida no clássico contra o Flamengo, em São Januário, no primeiro turno da Série A.

Desde o começo do Brasileiro, o clima nas arquibancadas é tenso por causa do ano eleitoral. Partidários de Eurico Miranda sufocam quem se manifesta contra. Opositores do presidente vão aos jogos com camisas da cor das chapas e demarcam mais claramente a divisão.

— É muito importante que todos apoiem o time. Estamos todos do mesmo lado. Precisamos estar unidos, as diferentes visões não podem se sobrepor ao sentimento de é ser Vasco — ensinou Carlos Alexandre Vilela dos Santos, o folclórico Homem Piruca.

As brigas na arquibancada, ainda que em proporção menor à que aconteceu no clássico com o Flamengo, continuam e afugentam o torcedor de verdade. Isso não pode acontecer na terça-feira, quando todo sócio deve ter o direito a voto respeitado, sem intimidações de nenhuma parte.

— Eu vou votar na terça, com certeza. É o futuro do Vasco que está em jogo. É importante que quem assuma possa unir o clube depois da eleição — frisou Piruca.

Fonte: Extra Online