Irritados com Euriquinho, aliados rompem com Eurico e criam chapa no Vasco

Em 18/05/2017 20:03
 
Eurico MirandaEurico Miranda
Foto: Felipe Schmidt/Globo Esporte

 Eurico Miranda poderá ter problemas para administrar o Vasco até a eleição do clube em novembro. Aliados do dirigente iniciam uma debandada da diretoria e já articulam uma chapa de oposição para enfrentá-lo nas urnas. E um dos motivos principais desta mudança de lado é Eurico Brandão, o Euriquinho, filho do mandatário e que hoje ocupa o cargo de vice de futebol.

Presidente do Conselho Fiscal, Otto Alves de Carvalho Júnior é um dos que está "pulando fora do barco". Ele se juntará a José Luiz Moreira, ex-vice de futebol, aliado de longa data de Miranda e que deixou a diretoria ano passado por divergências.

Fernando Horta, atual vice-presidente geral do clube e presidente da escola de samba Unidos da Tijuca, também se reúne com o grupo e está perto de se desligar. Outros nomes da diretoria que ocupam cargos de direção e vice-presidência são aguardados para formar a chapa.

Entre os que estão saindo, a maioria tem como uma das maiores reclamações as intervenções de Euriquinho, que ganhou poderes e autonomia do fim do ano para cá. Embora tenham perfis completamente diferentes, não está está descartada a possibilidade de que todos os grupos de oposição se unam contra Eurico Miranda. José Luiz Moreira, por exemplo, já procurou Edmundo, ídolo do clube e que apoia o candidato Júlio Brant, vice-colocado na última eleição.

Atualmente, além de Eurico, que concorre à reeleição, e Brant, do grupo "Sempre Vasco", o clube tem como candidato o ex-medico cruzmaltino Alexandre Campello, apoiado pela "Identidade Vasco" e "Cruzada Vascaína".