Jogador do Vasco revela que quase brigou com Vanderlei Luxemburgo

03/04/2018 às 08h12 - FUTEBOL

Atualmente no Vasco, Wagner viveu momentos bons e ruins no Fluminense, clube que defendeu entre 2012 e 2015. E em 2013, quando a equipe tricolor brigou para sair da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro, o meia quase brigou com Vanderlei Luxemburgo.

Em entrevista ao programa Jogo Sagrado, da Fox Sports, nesta segunda-feira (2), o jogador revelou que ficou muito próximo de trocar socos com o técnico, que comandava o Tricolor das Laranjeiras em agosto de 2013, quando o Fluminense venceu o Náutico por 1 a 0 na Arena Permambuco. "Teve um jogo que nos quase saímos na mão, contra o Náutico. Cheguei louco, foi naquele ano que a gente quase caiu."

"Eu entrei na partida já perdendo, a torcida me xingando. Cheguei no vestiário, finquei uma bicuda numa lixeira. Eu estava irritado comigo pelo meu desempenho, porque eu não entrei bem. E o Vanderlei lá atrás: 'O que é isso que você está chutando?' Eu disse que não era nada com ele. 'No meu time ninguém chuta nada'. 'Não é nada com o senhor, fica quieto', respondi. Ele disse 'Aqui quem manda sou eu'. Aí eu fui para dentro, o segurança me segurou, ele veio para dentro também", contou na atração, que também tinha o ex-jogador Cafu no estúdio.

O Fluminense vivia um momento complicado na ocasião. Nem mesmo a demissão de Vanderlei Luxemburgo, em novembro daquele ano, fez com que a equipe deixasse o posto de uma das quatro piores do Brasileiro de 2013. No entanto, a equipe escapou do rebaixamento após a Portuguesa perder 4 pontos pela escalação irregular do meia Héverton e assumir a 17ª posição do torneio.

Além de seus tempos de Fluminense, Wagner também mostrou muita confiança com o Vasco, que derrotou o Botafogo por 3 a 2 no jogo de ida da final do Campeonato Carioca, no último domingo (1).

O meia aproveitou para defender o zagueiro Paulão das críticas. Wagner previu que o zagueiro surpreenderá a torcida cruzmaltina no jogo da volta após ter falhado no primeiro gol do Botafogo. "Ele vai fazer o gol da final no domingo. Vai ser um gol do Paulão, ele merece", previu.

Fonte: UOL Esporte