Jogadores do Basquete torcem pela a venda de Philippe Coutinho

23/11/2017 às 08h12 - FUTEBOL

Com uma batalha judicial somente no início, a eleição do Vasco tem causado insegurança nos elencos do futebol e do basquete do clube. Sem saber quem será o futuro presidente e convivendo com um momento de instabilidade financeira, os jogadores demonstram preocupação para 2018 em meio a disputa do Campeonato Brasileiro, nos gramados, e do NBB, nas quadras.

Técnico da equipe de campo, Zé Ricardo admitiu que a situação tem afetado seus atletas. "Período eleitoral traz incerteza para o futuro dos atletas, e isso atrapalha um pouquinho. Se a gente conseguir a vaga (para a Libertadores) será sensacional", disse ele.

No time de basquete, as incertezas também tomam conta das rodas de conversa. O elenco, totalmente reformulado e contratado para disputar o título do NBB, tem especulado até mesmo as negociações do mercado europeu envolvendo ex-joias reveladas pelo clube.

"É torcer para o [Philippe, meia do Liverpool] Coutinho ser vendido e entrar uma bufunfa", disse um dos atletas no diálogo presenciado pelo UOL Esporte, sendo retrucado pelo companheiro: "O problema é que o Vasco não vai ter direito a nem 10% dessa bufunfa", declarou o outro, lembrando do mecanismo de solidariedade da Fifa que dará ao clube 2,5% de uma futura venda do meia.

Entre os jogadores de campo, os salários estavam em dia até meados do segundo semestre. Na sequência, os vencimentos passaram a ter atrasos e, no último dia 20, bateram dois meses sem cair.

Na quadra, o time foi formado há menos tempo e alguns contratos foram feitos individualmente em forma de luvas, sendo pagos integralmente no ato do acerto. Outros, porém, recebem mensalmente e já acusam atraso.

Na semana passada, durante entrevista coletiva para anunciar que irá recorrer da decisão que desconsiderou a urna 7 e que colocou momentaneamente o candidato Julio Brant como vencedor da eleição, Eurico Miranda tratou de tentar acalmar atletas e funcionários do clube:

"Quero tranquilizar o corpo de funcionários, os credores do Vasco, e, principalmente, o time de futebol. Difícil que tudo isso não afete o futebol, a luta pela Libertadores. Com a decisão ou sem decisão, a administração permanece e tem a responsabilidade de gerir até a primeira quinzena de janeiro. Isso que posso passar aos que estão envolvidos, com a certeza de que vamos reverter".

No futebol, o Vasco ainda busca uma vaga na Copa Libertadores faltando dois jogos para o fim do Brasileiro. No basquete, o time foi campeão recentemente da Copa Avianca de forma invicta, mas iniciou mal no NBB, tendo perdido três das quatro primeiras partidas. 

Parceiro de Eurico possui vários jogadores do elenco

Mesmo que se tenha uma preocupação em blindar o elenco do clima político, é inegável que o destino do pleito pode influenciar diretamente no futuro dos jogadores. Hoje, boa parte dos atletas pertence ao empresário Carlos Leite, parceiro comercial de Eurico Miranda e que chegou a realizar empréstimos milionários ao clube.

O agente é sócio do Vasco e esteve presente na eleição em São Januário, onde declarou abertamente seu voto a Eurico. O Cruzmaltino tem 11 jogadores em fim de contrato agora em dezembro: Breno, Ramon, Gilberto, Jean, Manga Escobar, Eder Luis, Kelvin, Paulão, Rafael Marques, Wellington e Lucas Rocha.

O zagueiro Breno e o lateral esquerdo Ramon já têm conversas adiantadas com a atual diretoria para a permanência. Jean, Kelvin, Paulão e Wellington estão emprestados e uma continuidade dependerá da posição de seus respectivos clubes.

Entenda a polêmica da eleição do Vasco

A urna 7 da eleição do Vasco ficou sub-júdice com 691 sócios sob suspeitas de irregularidades. No dia do pleito, 475 votaram, sendo 90% deles em Eurico, o que ajudou o atual presidente a vencer no somatório total. Na semana passada, porém, a juíza Maria Cecília Pinto Gonçalves, da 52ª Vara Cívil, decidiu por desconsiderar a urna polêmica. Sem os votos dela, o candidato Julio Brant tornou-se o vencedor. O caso, porém, ainda cabe recurso e Miranda já avisou que assim irá fazer.

Fonte: UOL Esporte