Jorginho admite momento ruim mas se mostra otimista para o fim da temporada

Em 07/10/2016 22:04
 

Após duas derrotas seguidas, a pressão sobre o técnico Jorginho aumentou, mas ele encara a situação com normalidade. Em entrevista coletiva, nesta sexta, na véspera do duelo contra o Londrina, na Arena da Amazônia, o treinador acredita que basta uma vitória para que a situação melhore. 

- A gente tem que entender que o momento é difícil por causa das derrotas. A gente vinha de dois resultados bons dentro do Brasileiro e tivemos um empate com o Santos jogando muito bem. Fizemos uma grande partida contra o Atlético-GO, mas a gente não pode se deixar levar pelas circunstâncias, pelo momento, achando que porque perdemos dois jogos a equipe não é mais a equipe consistente. A presão vai existir. É sempre assim. Time grande perde dois, três jogos, não tem jeito. É sempre esse rumor que surge que é problema, que o treinador vai cair. A gente está acostumado. Mas basta vencer. 

Justamente por causa das duas derrotas, Jorginho disse que o momento é de encarar o duelo com o Londrina como uma final. Segundo ele, essa é a forma que pode ajudar ao Vasco a vencer e continuar na luta pela liderança. 

- Uma final de campeonato. Temos que encarar desta forma. Todos os clubes que vem jogar contra a gente jogam desta forma. Estão jogando a vida deles. Não pode ser diferente. Nós temos que jogar assim. Tivemos a infelicidade de tomar um jogo muito rápido no segundo tempo (contra o Paysandu). A equipe fez um bom primeiro tempo, merecia a vitória, com o golaço (do Éderson). Precisamos entrar ligados em todos os momentos para a gente aumentar a diferença. 

Confira outros tópicos da coletiva: 

Jogo contra o Londrina 

A equipe (Londrina) melhorou muito. Muito consistente. O treinador está com mais de dois anos no cargo. Vem fazendo bons jogos e é muito competitiva. No primeiro jogo ganhamos de 1 a 0, mas não foi fácil. 

Torcedor de Manaus 

- O povo de Manaus é muito querido. Recebeu a gente muito bem. No aeroporto… Tem ido lá no hotel. A gente lamenta por não ter deixado entrar, mas eles são sempre muito queridos. Com certeza vai encher o estádio e ajudar neste momento pra gente que é importantíssimo. 

Segundo lugar na tabela 

É algo que a gente tinha criado, uma gordura, no meio do campeonato, na realidade, que a gente deixou escapar. Agora são apenas seis pontos que nos separam do quinto colocado. E é algo que a gente tem que trabalhar. Nós temos passado que é um jogo em casa. Depois jogamos em casa novamente contra o CRB. E temos mais dois jogos fundamentais, apesar de jogar contra o Paraná fora, que vai ser em Cariacica, que é a nossa casa, tem o nosso torcedor. Depois volta em casa para mais um jogo. Então, são quatro jogos decisivos aí para o que a gente pretende. Quem sabe a gente ganha uma gordura maior em relação ao quinto colocado. 

Treino fechado 

É uma determinação dos organizadores do evento (pra ser fechado). Não podemos ultrapassar. Tem a organização, que não permite por causa que não tem um pessoal suficiente para segurar o torcedor que por ventura extravase. Basicamente por causa disso.