Jorginho desaprova atitude de Diguinho com a torcida: "Não pode ser assim"

Em 16/10/2016 09:22
 

O técnico Jorginho não gostou de saber que o meio-campo Diguinho reagiu mal às vaias da torcida do Vasco, após a derrota para o CRB em São Januário. O jogador deixou o gramado pedindo que as vaias aumentassem sobre ele, que já é perseguido e teve chance como titular.

O treinador relevou parcialmente pelo momento do time e do atleta, de cabeça quente, mas prometeu interferir para que não se repita a cena, pois para Jorginho a torcida tem direito de vaiar.

— Respeito o Diguinho, mas não pode ser assim, pedir para vaiar mais, porque isso só vai incitar contra ele e a equipe a indignação do torcedor. Mas o atleta fica de cabeça quente, ele não fez uma partida ruim, se entregou, mas tomamos gols por falhas e tem que corrigir. Mas não posso aprovar uma situação como essa, porque o torcedor tem razão — explicou o técnico.

A reação do zagueiro Luan, por exemplo, foi completamente diferente. Mesmo poupado pela torcida, o jovem se mostrou revoltado com a situação do time e a própria atuação.

— Estou indignado. Eu venho de jogos ruins, estou chateado, tenho que trabalhar para melhorar — disse.