Jorginho terá a missão de tentar recolocar o Cruzmaltino nos eixos

Em 11/10/2016 08:13
 
JorginhoJorginho
Foto: Carlos Gregório Jr-Vasco

A perda da liderança para o Atlético-GO e o risco de deixar escapar o acesso à Série A pelas mãos colocaram Jorginho no momento de maior pressão na temporada. Questionado como nunca antes, ele iniciou a semana um pouco mais aliviado após a vitória sobre o Londrina por 1 a 0 no último sábado, embora a atuação não tenha sido das mais convincentes.

Sem compromissos até o próximo sábado, quando enfrenta o CRB em São Januário, ele terá a missão de tentar recolocar o Cruzmaltino nos eixos.

"Tem momentos que a gente achou que ia 'pegar no tranco', como depois do jogo com o Santos e a vitória sobre o Atlético-GO. Não que tenhamos jogado mal contra o Náutico (derrota por 3 a 1). Mas, sabemos a importância de uma vitória. Na situação atual, prefiro que a gente jogue mal e ganhe um jogo", declarou Jorginho.

Ciente das cobranças por conta de queda de rendimento no segundo turno da Série B, Jorginho revelou que tem contado com o poder de motivação de seu auxiliar e fiel escudeiro Zinho.

"Trabalho muito o lado motivacional e tenho o Zinho do meu lado, que é muito bom nisso. Sabemos onde queremos chegar, temos um objetivo muito claro. Primeiro a gente quer subir o Vasco", disse.

O treinador conta com a sequência de jogos ao lado do torcedor para encaminhar o acesso à Série A:

"Temos agora, basicamente, três jogos em casa (contra o Paraná deverá ser em Cariacica-ES, reduto de vascaínos). Esses três vão nos ajudar muito. São decisivos)".

Jorginho tem contrato com o Vasco até 2017 e, apesar de começar a sofrer contestações internas, tem a seu favor o histórico de Eurico Miranda em demitir poucos treinadores.