Jornalista: 'Qualidade do futebol hoje não anima'

Em 05/10/2016 08:24
 

O Vasco fez os primeiros vinte minutos contra o Paysandu jogando bem. Marcação forte e, mesmo sem roubar a bola no campo de ataque, dificultava a saída do time de Belém para o ataque. Jogava com um losango de meio-de-campo, que por vezes se transformava num 4-3-3. Júnior Dutra, Éderson e Thales, este como centroavante. Até Mádson cruzar e Éderson fazer um golaço, de voleio.

A partir daí, o Paysandu cresceu. Não empatou no primeiro tempo, mas virou o jogo a partir da segunda etapa. Boa atuação de Tiago Luís, que finalizou e obrigou Martin Silva a bater roupa — Gilvan marcou.

Bruno Veiga fez o segundo e deu tempo de fazer o terceiro.

A temporada vascaína no Norte e Nordeste do país não vai bem. Derrota para o Náutico e para o Paysandu, ambas por 3 x 1. Agora, o time enfrentará o Londrina em Manaus. Outro jogo difícil, porque o Londrina de Cláudio Tencati — o técnico mais longevo do Brasil, no cargo há cinco anos — está subindo…

O Londrina é o segundo colocado do segundo turno, atrás apenas do Avaí, de Silas.

O Vasco perdeu a liderança para o Atlético Goianiense, de Marcelo Cabo. Mas é pior quando se olha a classificação do returno. O Vasco começou a rodada em décimo lugar e a vitória do Vila Nova pode derrubá-lo mais ainda.

Se reagir e voltar a jogar bem, o Vasco pode subir no dia 27 de outubro, contra o Avaí em São Januário. Mas a qualidade do futebol hoje não anima a comprar o ingresso ainda.