Juninho Pernambucano agradece homenagem em música da torcida

Em 18/09/2007 14:13
 

No dia 22 de Julho de 1998, Vasco e River Plate fizeram o segundo jogo das semifinais da Taça Libertadores, na Argentina. A partida antológica é lembrada na música criada pela torcida que ressalta o caldeirão de São Januário. O verso: “contra o River Plate sensacional, gol do Juninho, monumental”, presta homenagem ao jogador que foi decisivo para o título do campeonato: Juninho Pernambucano. Com um gol de falta nos minutos finais, o meia empatou o jogo e colocou a equipe cruzmaltina na decisão do torneio (na partida de ida o Vasco venceu por 1 a 0).

Mesmo morando na França, onde é hexacampeão nacional com o Lyon, Juninho garante que não esquece o Vasco e, principalmente, o gol que marcou na competição continental.

- Foi o gol mais importante e marcante da minha carreira. Fico muito feliz com a lembrança. Sei que o torcedor do Vasco gosta de mim e tenho ele em meu coração também. Esta homenagem me emocionou muito – afirma Juninho de Lyon, por e-mail, ao GLOBOESPORTE.COM.

Com todo o carinho que tem pela camisa cruzmaltina, o jogador não descarta voltar ao clube para encerrar sua carreira.

- O Vasco foi o time que me abriu muitas portas e que jamais posso esquecer. Sempre estará em minha mente. Tive alguns problemas na época em que saí do clube, mas agora é assunto superado. Nada que o tempo não tenha ajudado a apagar. Penso em encerrar a carreira no Vasco, mas ainda tenho contrato com Lyon e acho cedo para pensar nisso.

A grande fase do equipe francesa coincide com a chegada de Juninho ao clube. Desde que o Pernambucano vestiu a camisa do time, o título do campeonato sempre teve o mesmo dono. Monotonia? Não para o jogador.

- Monótono é não brigar por título algum e ficar na zona intermediária. Enquanto estivermos disputando títulos, vamos ficar felizes e motivados. Temos um grupo de jogadores, principalmente a base, que quer vencer sempre e nossa direção luta para que o de melhor nos seja oferecido. Isto é importante para se formar um clube vencedor.

Apesar de todos os títulos nacionais, Juninho sabe que falta uma conquista continental para firmar de vez o nome do clube no cenário europeu.

- Nossa vontade é esta nesta temporada. Já temos uma pedreira agora (o Lyon enfrenta o Barcelona na primeira rodada da Liga dos Campeões, nesta quarta-feira), mas vamos lutar.

Cliquei aqui para ver o vídeo com reportagem, da Globo sobre o jogaço contra o River!