Juniores: Destaque no Vasco, Marrony relembra trajetória de superação

12/04/2018 às 19h17 - CATEGORIAS DE BASE

Um dos destaques da categoria sub-20 do Vasco da Gama, o atacante Marrony vive um grande começo de temporada. O desempenho na Copinha, repetido no Estadual e agora na Copa do Brasil demonstram o que o torcedor cruzmaltino pode esperar do jovem de 19 anos. Após o empate com o Vila Nova-GO, por 1 a 1, pelo jogo de ida das oitavas de final da competição nacional, na última quarta-feira (11/04), o Menino da Colina se firmou como artilheiro do Gigante e do torneio. Em duas partidas disputadas até o momento, foram quatro gols marcados, sendo três em cima do Avaí e um diante dos goianos.

Vestindo a camisa do time de São Januário desde 2015, o atleta da geração 99 não esconde seu maior desejo com a mesma: chegar o time profissional. Entretanto, sabe que para isso ainda existe um caminho a ser percorrido na categoria júnior e se sente cada vez mais motivado.

- Meu maior sonho é subir aos profissionais e conquistar um título. Quero sempre ser visto aqui no clube como um atleta que fez o melhor que poderia fazer. Espero que sempre lembrem de mim como um jogador que lutou e realizou seus sonhos. Eu vejo a torcida comentando meu nome e os nomes dos meninos do grupo e fico feliz em ver esse reconhecimento. Tento sempre manter o foco para não deixar cair e não deixar meu sonho ir embora - disse. 

Desde que chegou ao clube, Marrony precisou lidar com conquistas e também com os obstáculos. Em 2015, a caminhada começou animadora com a conquista do Campeonato Carioca sub-17, ao lado de outras joias da base vascaína como Evander, Paulo Vitor, Alan Cardoso e João Pedro, que atualmente integram o profissional vascaíno, e s de Douglas, vendido ao Manchester City na temporada passada. Já em 2017, o atacante precisou lidar com lesões que o deixaram quase seis meses sem atuar. A questão é que, depois de altos e baixos, o jovem não esperava o que o ano 2018 reservava para ele.

- Lembro que em 2015 fiz muitos jogos e fui campeão estadual na categoria juvenil. Já em 2017, enfrentei duas lesões e fiquei parado por quase seis meses. Ainda consegui voltar a tempo de ganhar o Estadual sub-20, mas tive poucas atuações. As lesões do ano passado me deixaram triste, não imaginei que meu ano de 2018 iria começar positivo desse jeito. Nunca tinha disputado uma Copinha, esse ano fiz minha primeira, lembro que cheguei nervoso. Muitos me falavam o quanto era difícil, mas graças a Deus fiz um bom papel e fui reconhecido por isso, junto com o grupo. Vou seguir dando meu melhor para alcançar meu objetivo - afirmou.

A artilharia na Copa do Brasil sub-20 é comemorada pelo jogador, mas para ele somente a classificação interessa. Buscando se manter na briga pelo título, que no ano passado escapou na semifinal, o Vasco volta a enfrentar o Vila Nova-GO na próxima quarta-feira (18), às 15 horas, no gramado de São Januário. O duelo será disputado com portões abertos para a torcida e entrada franca.

Fonte: Site oficial do Vasco