Lesão de Paulinho frustra planos para sua venda no do ano

06/04/2018 às 11h11 - FUTEBOL

Paulinho desabou no gramado do Mineirão se contorcendo de dor. Fora de campo, teve quem também sentiu uma pontada daquelas com a lesão do atacante do Vasco. A luxação no cotovelo esquerdo pode afastar a joia de 17 anos por até 90 dias e cai como uma bomba sobre os planos da diretoria, de negociar o jogador na janela do meio do ano e respirar melhor financeiramente.

A transferência para o futebol europeu na parada para a Copa do Mundo era considerada líquida e certa, ainda mais com o ótimo momento vivido pelo garoto na temporada. O clube inclusive precisa do dinheiro para pagar a dívida que tem com Carlos Leite, agente de Paulinho e autor do empréstimo que permitiu a diretoria pagar duas folhas salariais.

Entretanto, com Paulinho fora por tanto tempo, diminuem as chances de o Vasco receber uma proposta no valor esperado - a diretoria sonha em fazer dele a maior transação da história do Vasco, superando os R$ 60 milhões pagos pelo Manchester City pelo volante Douglas em 2017.

Sua multa rescisória, depois da última renovação de contrato, em dezembro passado, foi para R$ 120 milhões. Paulinho, além do desfalque técnico, deverá causar prejuízos financeiros para o Vasco. Seu nome já vinha sendo especulado em clubes do quilate de Barcelona, Real Madrid e Paris Saint-Germain. Depois da lesão que poderá afastá-lo dos jogos por até 90 dias, a saída virou uma incógnita.

Fonte: Extra