Libertadores de 2018 não terá final única

04/12/2017 às 21h23 - FUTEBOL

A final da Libertadores de 2018 não será disputada em jogo único, como era o desejo do presidente da entidade, Alejandro Domínguez. O anúncio dessa decisão será feito no sorteio dos grupos da próxima edição da competição, marcado para o dia 20 de dezembro. 

Segundo uma fonte próxima à cúpula da confederação, a ideia enfrentou resistência entreclubes e confederações nacionais, que entendem ser necessária uma maior remuneração aos finalistas, já que os dois clubes poderiam perder uma significativa receita de bilheteria. Por essa razão, a implantação da mudança não acontecerá na próxima temporada, já que o contrato de direitos televisivos e de propaganda da próxima edição da competição foi firmado há algumas temporadas e, por conta disso, não permite margem para grandes mudanças orçamentárias a esta altura.

Vale ressaltar que a Conmebol havia reservado o dia 1° de dezembro de 2018 para realizar o jogo caso a mudança fosse aprovada, ao mesmo tempo em que os dias 7 e 28 de novembro também estão reservados para uma final de dois jogos.

Apesar de ter descartado a possibilidade de uma final única para 2018, a entidade voltará a discutir a questão de forma mais abrangente no próximo ano, quando será assinado o novo contrato de direitos televisivos e de propaganda da Libertadores, cujos valores devem superar o dobro do atual vínculo. Dessa forma, a chance de que a primeira edição da final única aconteça em 2019, primeiro ano de vigência do novo contrato, é grande.

Fonte: Esporte Interativo