Longe do Rio, mas com as duas torcidas, Flamengo e Vasco medem forças

29/10/2017 às 08h19 - OUTROS ESPORTES
Foto: Caio CasagrandeGiovannoni vai jogar seu primeiro Flamengo x Vasco
Giovannoni vai jogar seu primeiro Flamengo x Vasco

Do gramado para a quadra. Se no sábado se enfrentaram no Maracanã, pelo Brasileirão, com um empate ruim para os dois, neste domingo Flamengo e Vasco escrevem mais um capítulo da centenária rivalidade, agora no basquete. Longe do Rio de Janeiro, mais precisamente na Arena Minas, em Belo Horizonte, rubro-negros e cruz-maltinos se encaram pelo Torneio de MG, às 17h. A partida é amistosa, mas é impossível diminuir o peso do encontro entre ambos. O duelo é o primeiro da temporada, ou seja, medirá a força do renovado elenco vascaíno, além de poder classificar a equipe para a decisão da competição ao mesmo tempo em que praticamente eliminaria os flamenguistas.

Estreando em clássicos, Guilherme Giovannoni, do alto dos seus 37 anos, lembra o recado do presidente do Vasco, Eurico Miranda, quando conversou pela primeira vez com o grupo vascaíno. O discurso enalteceu o duelo e deu o tom de como o jogo é tratado em São Januário.

Além da mística, se no Rio de Janeiro é impossível jogar com as duas torcidas presentes, por conta de determinação do Grupamento Especial de Policiamento em Estádios (Gepe), nas Minas Gerais o confronto deve ser o único do ano neste formato, o que dá um charme ao encontro. Na temporada passada, eles se enfrentaram sete vezes. Os vascaínos venceram em amistoso no Ceará; no turno do Carioca; no jogo 2 da final do mesmo torneio; além da partida do turno do NBB, com portões fechados na Arena da Barra. Já o Flamengo levou a melhor no returno do Carioca; no jogo 1 da final do Estadual; e no returno do Novo Basquete Brasil. Ainda houve um W.O. a favor do Rubro-Negro no jogo 3 da decisão do Campeonato Carioca. Marquinhos, do Flamengo, lembra que o jogo não vale nada, mas que ninguém quer perder.

No Vasco, apesar da partida ser por um torneio amistoso, o jogo é importante para medir o poder deste novo time. O Cruz-Maltino aumentou o orçamento em 30%, trouxe oito reforços, entre eles Fúlvio, Giovannoni, Gui Deodato, Renato e Lucas Mariano, além de ter mantido David Jackson e Nezinho. Ou seja, chega para brigar pelo título do NBB com o próprio Flamengo, que renovou com a base que venceu quatro das últimas cinco edições do torneio, com Marquinhos, Marcelinho, Olivinha, JP Batista e Ronald Ramón, além de ter trazido Pilar, MJ Rhett, Cubillán e Arthur Pecos.

Em São Januário, Nezinho é um dos poucos que já jogou o clássico, mas acredita que não terá trabalho para explicar os companheiros sobre a importância do confronto. Com três vitórias no Torneio de MG, o Vasco está invicto e pode praticamente se garantir na final caso vença o Flamengo.

Há dois meses no Rio de Janeiro, o americano MJ Rhett já ouviu diversas histórias sobre o clássico com o Vasco. Além da importância do duelo por si só, o Flamengo precisa vencer para manter-se na briga por um lugar na final da competição. O time tem duas vitórias e uma derrota.

Além de Flamengo e Vasco, o domingo terá mais dois jogos pelo Torneio de MG. Às 14h45, o Vitória pega o Basquete Cearense, e às 19h15 o Minas, que também tem três vitórias, vai pegar o Botafogo. O SporTV transmite ao vivo a decisão do torneio, na terça-feira, a partir das 19h15.

Fonte: Globoesporte.com